André Abujamra lança single com versão de “Espelho do Tempo” e participações de Luiz Caldas e do uruguaio Martin Buscaglia
0

Multi-artista e um dos principais nomes da música alternativa brasileira há 40 anos, André Abujamra continua a se reinventar e desafiar em 2022. Finalizando uma série de lançamentos especiais, ele mira o futuro sem esquecer do passado com o projeto o “Multi 25”, onde recria faixas com novas sonoridades e parcerias. Dentro desse conceito já regravou “Alma Não Tem Cor” e “O Mundo”. Agora, para a nova versão de “Espelho do Tempo”, Abu convidou o ícone da música baiana Luiz Caldas e Martin Buscaglia, cantor e compositor uruguaio. Também colaboraram na faixa a cantora Marisa Brito e a sanfoneira Adriana Sanchez. A versão estendida tem a locução em inglês da cantora Cecília Bernardes em um verdadeiro baião global.

Ouça “Espelho do Tempo”: https://ingrv.es/espelho-do-tempo-multi-tqp-5

“‘Espelho do tempo’ é uma música que tem um significado muito forte para mim. Fala do meu pai, dos meus antepassados, da relação com os meus filhos. É um sentimento que todo ser humano tem da nossa eternidade que passa pelo nosso olhar”, conta, sobre a faixa originalmente lançada em 2015.

Filho de Antônio Abujamra, um gigante do teatro brasileiro, André herdou do pai o talento e a necessidade em provocar a ordem vigente, e em mais de quatro décadas de carreira se firmou como uma das grandes mentes criativas da música do Brasil. Cantor, compositor, guitarrista, percussionista, pianista, produtor musical, ator, diretor de teatro e cinema, ele começou a se destacar em nível nacional nos anos 80 com o duo Os Mulheres Negras, com Maurício Pereira.

Em meados dos anos 90, estreou como líder, guitarrista e vocalista da banda Karnak, com repercussão internacional.  Também arruma tempo para seus projetos experimentais como AbcyÇwÖk, Fat Marley e Turk e para trabalhar em mais de 70 trilhas sonoras para cinema e TV.

Seus discos solo incluem “O Infinito de Pé” (2004), “Retransformafrikando” (2007),  “Mafaro” (2010), “O Homem Bruxa” (2015), “Omindá” (2018), “Emidoinã” (2020) e  “Duzoutruz, Volume 1” (2021).

“Espelho do Tempo” está disponível em todos os serviços de streaming de música.

*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Compartilhe com seus amigos

centralrbn

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar