TJD-RJ vai apurar denúncia de racismo contra Gabigol no Fla-Flu

O Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) abriu inquérito para apurar denúncia de racismo contra Gabigol, atacante do Flamengo, no último domingo (6), durante o clássico Fla-Flu, pelo Campeonato Carioca. No despacho, publicado na noite desta terça (8), a  presidente do TJD-RJ Renata Bacelar solicita imagens do circuito interno de segurança do Estádio Nilton Santos “para apuração de existência ou não de infração disciplinar desportiva, na forma do artigo 81 do CBJD”. TJD-RJ vai apurar denúncia de racismo contra Gabigol no Fla-FluTJD-RJ vai apurar denúncia de racismo contra Gabigol no Fla-Flu

A decisão saiu horas depois de o Fluminense ter protocolado pedido ao TJD-TJ solicitando a apuração das imagens veiculadas em mídias sociais, após o Fla-Flu, em que o atacante rubro-negro teria sido xingado por um um torcedor tricolor.

Na última segunda (7) , também pelas redes sociais, o Tricolor reiterou que  “considera intolerável qualquer tipo de preconceito e se orgulha de manter como lema o “Time de Todos”, de respeito ao próximo, independentemente de raça, gênero, credo ou orientação sexual”. 

Na súmula da partida, o árbitro Alexandre Vargas Tavares de Jesus não registrou xingamentos contra o atacante durante o jogo.

Pelas redes sociais, a deputada estadual Mônica Francisco  – vice-presidente da Comissão de Combate às Discriminações e Preconceitos de Raça, Cor, Etnia, Religião da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) – afirmou ter pedido celeridade na apuração do cano pela Confederação Brasileira e Futebol (CBF) e Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj).




Fonte