Tesouro vê melhora em capacidade de pagamento da prefeitura do Rio

A prefeitura do Rio de Janeiro melhorou sua nota em relação à sua Capacidade de Pagamento (Capag). A avaliação é feita pelo Tesouro Nacional com base na liquidez, poupança e endividamento de estados e municípios. Ela serve como indicador de risco da situação fiscal.Tesouro vê melhora em capacidade de pagamento da prefeitura do RioTesouro vê melhora em capacidade de pagamento da prefeitura do Rio

Segundo comunicado divulgado hoje (9) pela Secretaria Municipal de Fazenda e Planejamento, o Rio de Janeiro alcançou a nota B, depois de cinco anos obtendo a nota C. Com a nova classificação, a prefeitura terá mais facilidade para obter garantias da União para contratação de financiamentos.

“Entes federativos classificados com notas A e B ficam automaticamente autorizados a realizar operações de crédito com aval do governo federal, portanto com condições financeiras mais vantajosas”, explica a secretaria.

De acordo com a nota divulgada, o resultado foi alcançado em função das iniciativas adotadas ao longo do ano passado, incluindo a aprovação de mudanças na legislação tributária e fiscal. Também contribuiu o repasse para a iniciativa privada dos serviços de saneamento que estavam sob responsabilidade da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), além de outros fatores.

“Entre as medidas que permitiram a recuperação das contas estão o aumento de receitas correntes e extraordinárias, como a alienação de imóveis e os recursos da concessão da Cedae, que subiram 20% em relação ao acordado pelo governo anterior, após renegociação nesta gestão”, acrescenta a nota.

Ag. Brasil