0

O Students For Liberty chegou ao Oriente Médio e ao Norte da África visando reunir estudantes que tenham afinidade com ideias de mercados livres e liberdade individual. A organização estudantil oferece programas e treinamento de habilidades para que se tornem líderes pela liberdade em suas comunidades. Possui maior número de adeptos no Brasil, seguido pelo EUA (Estados Unidos da América).

Os países contemplados pelo Students For Liberty MENA (Middle East and North Africa) são: Arábia Saudita, Argélia, Bahrain, Cazaquistão, Egito, Emirados Árabes Unidos, Iêmen, Irã, Iraque, Jordânia, Kuwait, Líbia, Marrocos, Omã, Palestina, Qatar, Quirguistão, Síria, Sudão, Tajiquistão, Tunísia, Turcomenistão e Uzbequistão.

“No Brasil, o SFL está presente desde 2012. É a maior organização estudantil em prol da liberdade do mundo. Sem fins lucrativos, tem como propósito educar, desenvolver e empoderar a próxima geração de líderes da liberdade”, explica Nycollas Sutil Liberato, Diretor Executivo do Students For Liberty Brasil (SFLB – https://studentsforliberty.org/brazil/).

O SFLB defende o empoderamento do indivíduo, identificando os principais líderes estudantis e treinando-os para serem agentes de mudança em suas comunidades. Além disso, a organização acredita na construção de um mundo mais livre, em todas as áreas.  em que os direitos de todas as pessoas, em todas as áreas, sejam respeitados.

Muitos nomes passaram pela organização, entre eles Geanluca Lorenzon, atual diretor de desburocratização do Ministério da Economia. Após o período universitário, os líderes que atuaram no SFLB colocam em prática os valores liberais nas posições influentes que exercem nas áreas acadêmica, de negócios, jornalismo, organizações sem fins lucrativos e política.

centralrbn

“Race”, o novo carro-chefe de desempenho da realme, recebe oficialmente o nome de realme GT e será lançado no dia 4 de Março

Artigo anterior

MERCIC ‘industrializando’ o Death Metal!

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Educação