Conecte-se conosco

Estados

Seminário aborda aspectos do setor da mineração na região de Goiás e suas implicações em tempos de Covid-19

Publicado

em

Nesta segunda-feira (28), seminário fecha sua programação com a mesa “De olho na CFEM: vulnerabilidade social e Covid-19 em municípios minerados”.


Com o objetivo de debater as diversas esferas que envolvem o setor da mineração e as suas implicações para o território, a saúde dos trabalhadores, a transparência e o controle social da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM) nos municípios minerados, acontece hoje o último dia do “Seminário Mineração, Território, Trabalho e Saúde em tempos de Pandemia”. A transmissão ocorrerá pelo canal do YouTube do Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM), às 14h30. Não é necessário inscrição prévia, mas para quem tiver interesse, será emitido certificado de participação mediante o comparecimento nos três dias do evento.


Nesta segunda-feira (28), terceiro e último dia de evento, será debatido e apresentado o projeto “De Olho na CFEM”, que irá instigar diálogos em torno da arrecadação da CFEM em municípios minerados, como no caso de Alto Horizonte (GO). 
A mesa irá problematizar a relação entre arrecadação, pouca transparência no uso deste royalty e a necessidade de se fortalecer o controle social em municípios minerados. Também abordará situações de pobreza e vulnerabilidade social nestes territórios, agravadas no contexto da pandemia da Covid-19.
 
O projeto “De Olho na CFEM” é uma iniciativa do Comitê Nacional em Defesa dos Territórios Frente à Mineração, do Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) e do Grupo Política, Economia, Mineração, Ambiente e Sociedade (PoEMAS), em parceria com a Justiça nos Trilhos e Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), e serve de ferramenta para o monitoramento da CFEM nos cofres públicos desses municípios. Para discutir o assunto, a mesa contará com as participações de Alessandra Cardoso (Inesc), e de Júlia de Castro, do Núcleo de Estudo, Pesquisa e Extensão em Mobilizações Sociais da Universidade Federal do Espírito Santo (ORGANON/UFES). A coordenação do dia fica a cargo do professor e pesquisador Ricardo Gonçalves, do Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade Estadual do Goiás (PPGEO/UEG).
A realização do Seminário é do Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM), do Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade Estadual do Goiás (PPGEO/UEG), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Grupo Política, Economia, Mineração, Ambiente e Sociedade (PoEMAS), do Grupo de Trabalho Mineração e Saúde do Trabalhador, vinculado à Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES/GO), da Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB), do Comitê Nacional em Defesa dos Territórios Frente à Mineração, do projeto De Olho na CFEM, do Grupo de estudos Espaço, Sujeito e Existência (Dona Alzira) e do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST).

Serviço

Seminário Mineração, Território, Trabalho e Saúde em tempos de Pandemia
Dias 23, 25 e 28 de junho, às 14h30
Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda PODCAST RBN

TENDÊNCIA