Ricardo Evangelista disputa torneio de equipes com premiação de 25 mil dólares

Ricardo Evangelista é uma referência brasileira na arte suave, natural da cidade do Rio de Janeiro, o lutador que completou em 2021 35 anos segue ativo nos tatames disputando alguns dos principais torneios da modalidade. Retomando o ritmo de competições aos poucos, já que o atleta tem sofrido com lesões, Ricardo disputou nas últimas semanas o World Professional Jiu-Jitsu de Abu Dhabi. De olho em fechar o ano com chave de ouro, chegou a vez do lutador disputar o UFC Fight Pass Invitational, evento de Submission entre equipe que vai premiar os vencedores com 25 mil dólares.

— Essa será a última competição do ano, estou representando o Time Fury, estou muito bem preparado, o evento com certeza vai ser muito irado — declarou Ricardo.

O torneio vai reunir equipes do LFA, Cage Fury, Fury e do Fighting Alliance Championship. Dentre as estrelas que vão participar do torneio estão nomes como James Krause, Alex Morono e Gregory Rodrigues. Além das competições entre equipes, o evento ainda vai proporcionar algumas superlutas destaque para o confronto entre Ben Henderson e Ben Saunders, e o duelo feminino entre Alexa Yanes e Danielle Kelly.

Dentre as principais conquistas do atleta estão as medalhas de prata e bronze conquistadas no Mundial da IBJJF, 7 títulos do Grand Slam de Abu Dhabi, 2 ouros no Abu Dhabi Pro e mais recentemente o Pan Jiu-Jitsu que levou no ano passado. Com quase 20 anos de carreira, o lutador analisou o seu ano de competições e revelou que no próximo ano pretende continuar conciliando a carreira entre as competições na arte suave e as lutas nas artes marciais mistas:

— Não tive um bom planejamento de competições neste ano, tive algumas lesões e com a espera do meu Green Card não pude me organizar para lutar nos eventos. Para 2022, pretendo continuar lutando no MMA, e continuar competindo em alguns torneios de Jiu-Jitsu também — declarou o faixa-preta.

Além das conquistas já citadas, Ricardo Evangelista ainda é atual campeão no Submission Hunter Pro. Nas artes marciais mistas, Ricardo fez dois confrontos em 2021, vencendo John Clay em abril, o atleta sofreu o primeiro revés em junho deste ano. Somando 1 vitória e 1 derrota no cartel, o lutador da divisão dos pesos-pesados deve voltar ao cage do Fury Fighting Championship em breve.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.