Conecte-se conosco

BA

Prefeitura inicia diálogo para regulamentação de Food Trucks em Lauro de Freitas

Publicado

em

Prefeitura inicia diálogo para regulamentação de Food Trucks em Lauro de Freitas

A Prefeitura de Lauro de Freitas e proprietários de food trucks que funcionam nos bairros do Centro e Vilas do Atlântico, começaram a dialogar com a gestão municipal sobre o processo de regulamentação deste tipo de comércio no município, que será realizada a partir da lei 1.806 de setembro de 2019, aprovada pela Câmara Municipal de Vereadores.

De acordo com o chefe de gabinete da Prefeitura, Luis Maciel, a regulamentação atende a um apelo antigo do segmento e se dará de forma dialogada. “A lei foi aprovada e cabe ao Poder Executivo a regulamentação a partir da criação de normas para sua aplicação, como a definição das áreas passíveis de receber estas instalações. É isso que estamos fazendo, de forma coletiva e transparente, para que todos sejam beneficiados, tanto os trabalhadores dos food trucks quanto a sociedade.”

Durante encontro realizado nesta quarta-feira (7), alguns proprietários de food trucks do Centro e de Vilas do Atlântico apresentaram sugestões sobre como deve funcionar o serviço no município, e ressaltaram a importância deste tipo de comércio para dinamização dos espaços públicos de Lauro de Freitas, uma vez que acabam atraindo moradores para diversos pontos da cidade. Nas próximas semanas será realizada mais uma reunião para dar início à formatação da regulamentação.

Para Igor Oliveira do Nascimento, presidente da Associação de Food Trucks de Lauro de Freitas e comerciante de hambúrguer artesanal em Vilas do Atlântico, a regulamentação será positiva para quem comercializa e para os consumidores. “Foi maravilhosa a atitude da Prefeitura de nos chamar para conversar. Isso mostra que estamos sendo vistos com outros olhos, estão nos olhando como empresários que geram renda para outras famílias também. Eu, por exemplo, era funcionário de food truck e hoje tenho o meu próprio.”

A lei aprovada pela Câmara e que servirá de base para a regulamentação traz questões que vão desde a correta manipulação dos alimentos, armazenamento e conservação dos produtos comercializados, além de requisitos como a existência de espaço adequado para a instalação dos food trucks, a adequação dos equipamentos às normas sanitárias e de segurança alimentar e a compatibilidade entre o equipamento e o local pretendido, levando em conta as normas de trânsito e o fluxo seguro de pedestres e automóveis.

Jornalista Rodrigo Castro

Foto Danilo Magalhães

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *