Conecte-se conosco

Tecnologia

O que são healthtechs e como elas estão mudando a medicina

Healthtechs investem em soluções inovadoras para área da saúde usando tecnologias de ponta

Publicado

em

O que são healthtechs e como elas estão mudando a medicina

As healthtechs são startups dedicadas à pesquisa, desenvolvimento e comercialização de soluções voltadas à área da saúde e tudo que é relacionado a ela.

O termo em inglês é uma junção de health (saúde) e tech (tecnologia), indicando a combinação dessas duas áreas em busca de novas soluções e descobertas.

Os modelos de negócio das startups são baseados em produtos e serviços inovadores, com uso de tecnologia de ponta, com escalabilidade comercial, fácil replicação e atendimento às demandas do contexto social atual.

Na área da saúde, isso significa contribuir na melhoria dos serviços, qualidade dos atendimentos e procedimentos médicos, relacionamento com os pacientes e processos gerenciais e operacionais da equipe médica.

Frentes de atuação

As tecnologias desenvolvidas pelas healthtechs envolvem diferentes processos da saúde, incluindo otimizar o uso de recursos, aumentar a produtividade, ampliar o acesso aos serviços, personalizar a assistência médica e elevar a eficiência de procedimentos.

Dessa forma, as healthtechs atuam com diferentes frentes que possibilitam melhorar as práticas na medicina.

Prevenção e predição

Muitas das tecnologias desenvolvidas por healthtechs têm como objetivo contribuir na prevenção de patologias, mas, também, na predição ao viabilizar a identificação de tendências genéticas para determinadas patologias.

Tratamento

São as práticas e soluções desenvolvidas com o objetivo de contribuir diretamente na execução dos tratamentos médicos, como o caso de cirurgias robóticas e também o drug delivery.

Nesse sentido, também estão as práticas da medicina proativa, que busca aprimorar a experiência do paciente, estreitando o relacionamento com os profissionais de saúde através do suporte oferecido pela tecnologia.

Operação

São as atividades gerenciais e organizacionais nas instituições de saúde, como a automação do agendamento de consultas e exames, robôs para recepção e atendimento de pacientes, entre outras.

As transformações operacionais também caminham em direção à personalização da experiência do paciente por meio do uso de dados para compreender melhor suas necessidades e proporcionar uma assistência mais focada.

Transformações na medicina promovidas por essas startups

As healthtechs promovem diferentes transformações na área da medicina, considerando as soluções inovadoras desenvolvidas.

Prontuário eletrônico

Uma das principais tecnologias incorporadas na área da saúde nos últimos anos é o prontuário eletrônico, que permite centralizar os documentos do paciente, facilitando o acesso e edição por parte da equipe médica.

O prontuário eletrônico proporciona maior agilidade na atualização de dados sobre o paciente, ao mesmo tempo em que reduz custos operacionais e extingue a necessidade de arquivos físicos.

Plataformas de saúde

Com foco no usuário, as plataformas de saúde desenvolvidas pelas healthtechs são aquelas que colocam o paciente no centro dos próprios cuidados por meio de interfaces sobre alimentação, exercícios, sono, estresse e outros.

Também é comum a integração com dispositivos vestíveis, como os relógios inteligentes, o que proporciona maior personalização à atenção médica especializada.

Software de gestão

Voltados para clínicas e hospitais, existem diferentes softwares gerenciais desenvolvidos por startups de saúde que têm como foco a otimização no uso de insumos, agilidade nos processos de atendimento e eficiência operacional às instituições médicas.

Drug delivery

Em um sentido diferente dos exemplos anteriores, as healthtechs também desenvolvem soluções voltadas ao tratamento de doenças.

O drug delivery, por exemplo, consiste em uma solução que visa aumentar a eficiência de medicamentos, de modo que ele chegue de forma mais adequada ao tecido doente e reduza os efeitos sistêmicos de tratamentos agressivos, como no caso da quimioterapia para o tratamento do câncer.

Análise de DNA

Atualmente é acessível para qualquer pessoa uma análise completa do DNA que permite a identificação de marcadores genéticos que predispõem o paciente a diferentes doenças, como câncer de mama, de pele, de próstata, diabetes, doenças cardíacas e outras.

Com esse tipo de análise, o paciente pode iniciar cuidados preventivos com antecedência, de acordo com a tendência genética identificada, o que também ajuda no diagnóstico precoce de algumas doenças.

Pré-análise de exames

Softwares de inteligência artificial conseguem fazer análises prévias de exames radiológicos em busca da identificação precoce de patologias a partir de mudanças sutis nos resultados por meio de Machine Learning – termo em inglês que significa aprendizado de máquina.

Além disso, essas tecnologias têm sido usadas na priorização dos exames radiológicos, garantindo redução do tempo de diagnóstico para pacientes com condições mais graves ou urgentes.

Dessa forma, a tecnologia contribui no aumento das chances de recuperação de pacientes, viabilizando diagnósticos com anos de antecedência em alguns casos.

Software de voz para laudo

O software de voz para laudo também é uma tecnologia inovadora que contribui nas tarefas diárias desempenhadas pelo médico  promovendo mais produtividade e eficiência na prática desse profissional.

Através do Processamento de Linguagem Natural, ou PLN, a tecnologia, que é um braço da Inteligência Artificial, é capaz de identificar e compreender o que está sendo dito pelo médico a fim de produzir seus laudos, relatórios ou documentos.

Isso reduz o tempo e contribui para uma rotina de trabalho mais organizada e ágil.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *