0

O tradicional time de futebol masculino da cidade é suspenso e a única saída é formar um feminino para encerrar o campeonato. Este é o tema de “Donas da Bola”, de Mohamed Hamidi, que estreia dia 25 de fevereiro nas plataformas de VOD no NOW da Claro/NET e ao Vivo TV, após participar da edição 2020 do Festival Varilux de Cinema Francês. A distribuição no Brasil é da Bonfilm.

Assistido por mais de 300 mil espectadores na França, “Donas da Bola” usa a comédia para tratar do preconceito de gênero. Mohamed Hamidi conta que diferente de seus outros filmes quis fazer um em que as mulheres fossem heroínas. E como o futebol ainda hoje é dominado por homens, resolveu “inverter os valores e poder nesta área”.  Ele acrescenta: “Estou sempre interessado nas oposições entre pessoas e a ideia de alteridade. O conflito que nasce dessas oposições é rico, porque dá aos personagens a oportunidade de se conhecerem e de se entenderem melhor. Meus filmes estão passando sempre em torno do tema da reconciliação”.

No longa, o tradicional time masculino da cidade é suspenso do campeonato por causa de uma briga em campo e não vai poder terminar o campeonato. Para que o clube não desapareça, o único jeito é formar um novo time e a solução são as mulheres (filhas, irmãs, esposas) da pequena cidade. E dificuldades não vão faltar para que elas consigam participar dos jogos.

“Esta comédia popular está impregnada de uma energia deliciosa,  revelando sua força no olhar terno e franco com que examina  o  cotidiano de uma pequena comunidade, pronta finalmente a driblar o patriarcado para fazer valer seu amor pelo esporte.”

Guillemette Odicino, Télérama

Donas da Bola Une belle equipeDe Mohamed Hamidi  Com Kad Merad, Alban Ivanov, Céline Sallette2020 – Comédia – 1h35  Classificação indicativa: Livre   Distribuição no Brasil: BonfilmSinopse: Após se envolver numa briga, a equipe inteira de futebol da pequena cidade de Clourrières é suspensa até o fim da temporada. Com o objetivo de salvar esse pequeno clube do norte da França, que corre o risco de desaparecer, o técnico decide formar um time composto exclusivamente de mulheres para chegar ao fim do campeonato. Essa situação acabará por transformar completamente o cotidiano das famílias, abalando as convenções há muito estabelecidas naquela pequena aldeia.O diretor Mohamed Hamidi  Entre 1997 e 2008, Mohamed Hamidi trabalha como professor na Universidade Paris XIII, em Bobigny2. Lecionando Economia-Administração, participa na fundação da Associação Alter-Egaux, destinada a auxiliar e orientar os jovens da periferia. Depois de La Vache, em 2016, dirige Jusqu’ici tout va bien, lançado em 2019.

Sobre a Bonfilm  Produtora e distribuidora, a Bonfilm é realizadora do Festival Varilux de Cinema Francês, que completou 11 anos em 2020. Sucesso de público e mídia, o evento esteve em 2019  em 86 cidades e 23 estados brasileiros. Nesses 11 anos foram realizadas mais de 35 mil sessões e o público passou de mais de um milhão de espectadores.  Desde 2015, a Bonfilm realiza também o festival de filmes ópera “Ópera na Tela” ao ar livre no Rio de Janeiro e em cinemas de todo Brasil. Em 2019 promoveu uma primeira edição em São Paulo.

centralrbn

Especialista explica se gestantes e mulheres em tratamento de reprodução assistida devem se vacinar contra a COVID-19

Artigo anterior

Kannário indica criação de microcrédito para moradores e empreendedores que atuam em favelas

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Cinema