0

Eleito coach da última temporada e campeão pela SS e-Sports Popibank, Metall fala sobre os desafios de gerenciar um time

Com o crescimento exponencial dos e-Sports, aumenta a quantidade de jogadores qualificados, assim como o de equipes profissionais, que buscam conquistar seu espaço no mercado. Movimentando milhões de reais e outros tantos milhões de torcedores, diversas ligas foram criadas. Mas, para conquistar títulos, as equipes precisam de mais do que contratar bons players.

Durante uma temporada, é necessário manter a regularidade e a concentração de todos os membros de uma equipe, além de dar aquele ‘gás’ a mais nas fases finais das competições. Nessa hora de gerenciar e orientar os atletas é que entra uma figura essencial para o sucesso de um time: o coach.

Campeã da última temporada da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF), mesmo sendo estreante na elite do jogo, a SS e-Sports Popibank teve em Victor Eduardo Barbosa Carvalho, de 24 anos, uma referência para a conquista do título. Conhecido como SS Metall, o jovem conduziu a equipe durante a liga e foi eleito o melhor coach da temporada. “Fiquei muito satisfeito em ver que todo o esforço e os estudos feitos valeram a pena quando fomos campeões. Fiquei mais agradecido ainda por ser escolhido como o melhor coach da temporada”, disse o profissional.

Montagem de elenco
A SS e-Sports Popibank passou por uma reformulação em seu elenco para o ano de 2021 e coube a Metall a tarefa de montar uma line forte em busca do bicampeonato. “Nós damos 100% de liberdade para o coach escolher os players. A diretoria não indica nenhum nome, fica tudo a critério do treinador, que escolhe e testa todos os jogadores”, afirmou o co-fundador e sócio da SS, Rangel Tadeu de Amorim.

Para poder fazer parte do time, coube a Victor Barbosa verificar o comportamento dos candidatos em algumas situações. “Nós analisamos o comportamento de cada jogador, sua capacidade e habilidade de criar jogadas e percebemos como ele lida com a pressão psicológica na hora dos jogos ou treinos, se ele fica muito nervoso, se consegue passar claramente as informações para a equipe”, explica.

Pré-temporada
Após a montagem do elenco, cabe ao coach fazer a análise da última temporada e pensar em estratégias para a próxima. “A gente faz um backup de todos os erros cometidos durante a competição anterior para podermos revisá-los com os jogadores e evitar que sejam cometidos novamente, depois criamos táticas e estratégias junto ao time e vamos treinar intensamente. Assim, os jogadores entram em campo já sabendo tudo o que fazer diante de qualquer equipe ou situação”, pontua Metall. “Outra tarefa do coach é entender o perfil de cada player, se ele é um bom líder, um bom suporte, etc. A partir desse reconhecimento é que encarregamos cada um de sua função dentro da equipe”, completa.

Elenco da SS e-Sports que disputa a LBFF 4 (Foto: Garena)

Na temporada
Depois de todo a preparação, o treinador entra como peça fundamental na hora das partidas, escolhendo a line, fazendo as substituições e cobrando foco dos jogadores. “Na hora da competição, nós fazemos a leitura do jogo, passamos informações sobre as outras equipes, analisamos o comportamento de cada player e os motivamos. Cabe ao coach mudar a estratégia na hora da partida, caso ela não esteja dando certo, ou fazer uma substituição quando percebermos que o jogador está nervoso, com receio de fazer jogadas. Com a entrada de outro, conseguimos mudar esse cenário e deixar a equipe mais ‘solta’”, analisa Metall.

Carreira
O melhor coach da última temporada da LBFF deu algumas dicas para quem pretende seguir a carreira. “A primeira é conhecer bem o jogo para o qual está indo. Na função de coach cada detalhe é importante, pois você deverá preparar os jogadores para todos os tipos de situação”, pontua. “Depois, você tem que ter convicção dos seus objetivos, é essencial acreditar no que você quer para a equipe”, completa.

“Por último, o profissional tem que ser não somente coach, mas também um amigo dos jogadores. Manter uma boa relação com o time é fundamental e o treinador deve ser um dos principais agentes de união do elenco, mesmo perante o estresse que vai te atingir e atingir aos players. Sendo coach e amigo você ganha a confiança dos jogadores em suas metas e isso faz toda a diferença para que elas se tornem reais”, concluiu Metall.

centralrbn

Medicina acessível cresce na crise e chega à região metropolitana de Salvador

Artigo anterior

Startup Grão lança conta digital Visa

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Games