Conecte-se conosco

Esportes

Clubes cariocas enfrentam dificuldades com lesões e baixas nas equipes

Publicado

em

Clubes cariocas enfrentam dificuldades com lesões e baixas nas equipes
(Crédito: iStock)

Tanto na Série A, quanto na Série B, titulares importantes estão desfalcando elencos de clubes cariocas na reta final do Brasileirão

Com a reta final do Brasileirão se aproximando, muitos clubes cariocas estão precisando fazer adaptações em seu elenco para lidar com as diversas lesões de seus titulares. Na Série A, o Flamengo e o Fluminense são dois dos mais afetados, enquanto o Vasco e o Botafogo, protagonistas da Série B, também vêm passando por uma situação delicada.

O Flamengo é um dos grandes destaques nesse quesito, pois, mesmo com tantas baixas, ainda mantém um desempenho positivo no Brasileirão, onde ocupa a segunda posição do G4, além da Copa do Brasil e da Libertadores da América, onde disputa a semifinal e a final, respectivamente. Nos últimos meses, o rubro-negro precisou lidar com os desfalques do zagueiro Rodrigo Caio, do atacante Bruno Henrique e do meio-campista De Arrascaeta, alguns de seus principais titulares. Destes três, apenas Rodrigo Caio já está de volta aos gramados.

O Fluminense, atualmente na oitava posição do Brasileirão e sem grandes perspectivas, também não teve um outubro muito favorável. O meia-atacante Gabriel Teixeira e o goleiro Muriel perderam jogos desde o começo do mês, se juntando a outros grandes desfalques, como o meio-campista Paulo Henrique Ganso e o volante Hudson.

Na Série B, a situação também não está mais fácil para os cariocas. O Botafogo, que ainda está na briga pelo título da divisão, já apresenta um cenário mais favorável, com alguns jogadores lesionados retornando aos campos. O atacante Ronald e o meia Pedro Castro já voltaram a jogar em outubro, enquanto o goleiro Gatito Fernández retomou sua rotina de treinos. Já o Vasco, que luta por uma vaga na Série A, perdeu o meia Martín Serrafiore por uma lesão no ligamento cruzado do joelho esquerdo.

O Brasileirão só tem mais sete rodadas pela frente, então é improvável que todos esses jogadores voltem aos campos até o fim do campeonato. Os que ainda tiverem condições de se recuperar precisarão de uma rotina intensa de fortalecimento muscular, incluindo fisioterapia, suplementação com whey protein e outras medidas que acelerem a recuperação física.

De todos os clubes cariocas, o Flamengo é o mais pressionado pelos desfalques, devido à sua participação em três campeonatos. Além de brigar pelo título do Brasileirão, no fim de outubro, o rubro-negro enfrenta o Athletico-PR, pela semifinal da Copa do Brasil, e, no fim de novembro, o Palmeiras, na final da Libertadores da América.

Atua como assessora de imprensa, redatora e Link Builder na Conversion. Escreve sobre cidades, cotidiano, tecnologia, e-commerce e cultura.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *