Conecte-se conosco

BA

Casos ativos para COVID-19 diminuíram 75% em Lauro de Freitas

Publicado

em

Casos ativos para COVID-19 diminuíram 75% em Lauro de Freitas

Em 19 de janeiro de 2021, data em que foi iniciada a vacinação contra COVID-19 em Lauro de Freitas, o município registrava 292 casos ativos para a doença. Há poucos dias de completar sete meses do início da vacinação, o número de casos ativos é de 74, uma queda de 74,7%. De acordo com a Vigilância Epidemiológica (VIEP) municipal, esta queda se deve a uma série de fatores, a vacinação é o principal deles.

Lauro de Freitas já contabiliza 101.845 pessoas vacinadas com a primeira dose de algum dos imunizantes contra a COVID-19, o que corresponde a 67,4% do público-alvo desta etapa, formado por pessoas com mais de 18 anos, que segundo o IBGE é de 151 mil. A quantidade de vacinados com as duas doses já chega a 51.442, o que corresponde a 35% do público contemplado nesta etapa do Plano Nacional de Imunização.

A vacinação é elemento determinante para a diminuição da transmissibilidade do vírus em Lauro de Freitas, no entanto, há uma série de outras ações da Prefeitura que contribuíram com este resultado positivo, como a restrição de circulação noturna, e em alguns momentos críticos também durante o dia nos locais com maior número de contaminados. A testagem em massa também retirou de circulação pessoas que apresentaram resultado positivo para a COVID-19.

Apenas no Pronto Atendimento Santo Amaro de Ipitanga (PASAI), aberto pela Prefeitura em abril de 2020 para atender exclusivamente pacientes com suspeita ou positivados para a doença, foram realizados até esta terça-feira (10), 19.709 testes para COVID-19. Nas 39 barreiras sanitárias realizadas com a carreta da saúde, que percorreu todos os bairros da cidade e foi utilizada em pontos estratégicos, foram feitos mais 5.574 testes para a doença.

“Essa diminuição de casos ativos é resultado de uma série de ações, como a ampliação da cobertura vacinal, fundamental para diminuir a transmissibilidade do vírus no município, além de  todo um trabalho realizado pela Prefeitura desde o início da pandemia, a exemplo da edição dos decretos e a fiscalização para evitar aglomerações, determinar o uso de máscaras, álcool em gel, e o diagnóstico precoce, possibilitado pela realização de testagem em toda a cidade”, declarou Daniel de Assis, diretor da Vigilância Epidemiológica (VIEP)  de Lauro de Freita

O diretor da VIEP também reafirmou a necessidade da manutenção de todos os cuidados, como evitar aglomerações e continuar com o uso de máscaras e álcool em gel e destacou as ações realizadas pela gestão municipal na atenção básica, como a constituição de uma rede de atendimento voltada exclusivamente para pacientes com suspeita de COVID-19 ou já contaminados pela doença, formada pelo PASAI e por mais cinco Unidades de Saúde da Família (USF).

Além do trabalho realizado na área da saúde, a gestão municipal também estruturou uma força tarefa, composta por cinco secretarias municipais, com apoio das Polícias Civil e Militar, para fiscalizar o cumprimento das medidas estabelecidas para evitar a proliferação do novo coronavírus em Lauro de Freitas.

Jornalista Rodrigo Castro

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *