Brasileiro de Finn 2022 confirmado no YCSA

O Campeonato Brasileiro de Finn 2022 será realizado no YCSA – Yacht Club de Santo Amaro, em São Paulo (SP), de 21 a 24 de abril. A competição terá mais de 30 velejadores na Represa do Guarapiranga. Será a 60ª edição do evento da classe, que revelou atletas de ponta da história da vela nacional como Joerg Bruder, Guga Zarif, Joca Signorini e Jorge Zarif. 

O último campeonato nacional da classe foi realizado em dezembro de 2021 no ICRJ – Iate Clube do Rio de Janeiro, com vitória de Jorge Zarif. O vice ficou com Ricardo Santos e o terceiro lugar com Robert Rittscher. Zarif, campeão mundial de 2013 e finalista olímpico, domina a categoria dos pesos pesados da vela desde 2008.

Os atletas terão no dia 20 de abril, véspera da estreia, a pesagem obrigatória e uma regata treino. Serão premiados após o término do evento na capital paulista os primeiros colocados no geral, master, grand master, grand grand master, legend, jumbo (acima de 110kg) e pena (abaixo de 90 kg).

”A expectativa é da realização de um grande campeonato, com participações de velejadores de estados como Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, além do nosso velejador olímpico e campeão Mundial, Jorge Zarif Neto”, disse Ricardo Santos, organizador do Brasileiro de Finn 2022.

Mesmo fora do programa olímpico de Paris 2024, a classe segue forte no mundo, reunindo por exemplo mais de 100 barcos em seu campeonato mundial e mais de 400 no master, para velejadores acima de 40 anos. No Brasil devido às dificuldades para se importar os barcos, mastros e velas, a maior parte dos velejadores é da categoria Masters, o que não prejudica o nível técnico da flotilha.

”O Finn é uma das principais classes mundiais e continua crescendo todos os anos, por ser um barco muito técnico, com muita regulagem e que exige um bom preparo físico para quem quer andar na frente!” 

”Durante anos foi uma das principais classe olímpicas para os velejadores mais preparados fisicamente, pois realmente é um barco de grande esforço”, explicou Ricardo Santos.

O Brasileiro de Finn 2022 tem o patrocínio de Bratax Advogados, Mitsubishi Motors, Molin e Vitae Urbanismo. Apoio e organização do YCSA – Yacht Club de Santo Amaro, Confederação Brasileira de Vela – CBVela, Federação de Vela do Estado de São Paulo – FEVESP, Associação Brasileira da Classe Finn e Flotilha São Paulo.  

Sobre a classe Finn

A classe Finn esteve nas Olimpíadas de Helsinque 1952 até Tóquio 2020. É um barco de 145 kg com vela de aproximadamente 10m² de área. O veleiro nasceu da mão do designer de canoa sueco Rickard Sarby em 1949 como sua entrada em um concurso de design para selecionar um novo barco monotipo para os Jogos Olímpicos da Finlândia.

Nesses mais de 70 anos de história, o Finn passou por desenvolvimento técnico cuidadoso, dos cascos e mastros de madeira, e velas de algodão aos cascos de fibra, aos mastros de carbono e às velas de kevlar da década de 1990.

Especificações:

Tipo: Barco de bolina

Número de tripulante: 1

Projetista: Rickard Sarby

País de Origem: Suécia

Material do casco: Fibra

Projetado no ano: 1949

Comprimento do casco: 4.5 m

Boca: 1.5 m

Área Vélica: 10.2 m²

Peso do casco: 107 Kg

Volume: 123

Foto: JMENDES

 

Katarine Monteiro
Katarine Monteiro é jornalista especializada em esportes olímpicos e em saúde. Com cobertura de grandes eventos internacionais, como Jogos Pan-Americanos em Lima 2019, Qatar Total Open 2020, Qatar ExxonMobil Open 2019 - tênis em Doha (QT), Semana de Vela de Ilhabela, Transat Jacques Vabre 2019 (França-Brasil), L'Étape Brasil by Tour de France, também já fez coberturas de natação, maratona aquática, vôlei, polo aquático, Fórmula E, vela, skate e boxe, além de eventos esportivos como assessora de imprensa, relações públicas e social media.