Conecte-se conosco

Tecnologia

Amizade Sem Like: jovens usam aplicativo para fazer amigos na pandemia

Publicado

em

No Brasil, rede social obteve aumento do streaming diário de 46% e mais de 185% em socializações

Yubo, a plataforma líder para jovens se socializarem online, hoje dá o pontapé inicial em sua missão de abolir os ‘seguidores’ da mídia social. A marca, que tem mais de 40 milhões de usuários da Geração Z, está pedindo a seu exército de pré-adolescentes para transmitir a mensagem “Friends not followers”  (amigos, não seguidores) e planeja lançar uma série de novas iniciativas ao longo do ano para ajudá-los a fazer isso.

Sacha Lazimi, CEO e fundador da Yubo, disse: “Eu li que pessoas com mais de 200 seguidores são mais propensas a dizer que sentem pressão sobre sua aparência do que aquelas com menos seguidores. Isso ressoou em mim – então, ao contrário de outros aplicativos de mídia social, Yubo está encorajando nossos usuários a não serem seguidores e, em vez disso, socializarem online de uma forma autêntica e criar interações online genuínas sem a pressão de “quantos seguidores” eles têm. Seja um amigo, não um seguidor.”

“No entanto, não paramos de dizer a eles – observe este espaço para mais iniciativas nos próximos meses, nas quais ajudaremos os usuários nesta missão.”

Ao contrário de outros aplicativos de mídia social, o Yubo construiu uma plataforma sem influenciadores ou curtidas, permitindo que seus usuários da Geração Z socializem online sem a pressão de “quantos curtidas” o conteúdo recebe. A tecnologia líder de transmissão ao vivo do aplicativo permite que os usuários acessem salas de bate-papo em tempo real com transmissão ao vivo e se socializem autenticamente com os colegas em um ambiente seguro.

Até o momento, esse ambiente on-line sem pressão exclusiva ressoou na Geração Z em todo o mundo. Nos primeiros quatro meses de 2021, o streaming diário aumentou mais de 46%. A audiência da Geração Z também está ativamente envolvida em streams, com aumento de socializações em mais de um quarto (185,32%) e compartilhamento de tela ao vivo em um quinto (206,65%).

“Um dos objetivos do Yubo é combater a solidão entre adolescentes e jovens, permitindo-lhes conhecer novas pessoas online e fazer amigos”, continuou Sacha. “Como parecemos estar em um caminho instável para sair da pandemia, é um momento importante para estarmos presentes para apoiar os jovens neste estágio – talvez até mesmo facilitar alguns encontros na vida real, quando possível.”

Yubo está comemorando fazer amigos, não seguidores, mostrando as amizades que foram formadas e floresceram em torno de Yubo, incluindo Samuel de Souza (Sam) de 20 anos, Enzo Silenzi (Schonungen) de 16 anos e Thiago Hensel (Thiago) de 19 anos que se conheceram em fevereiro de 2019 durante uma transmissão ao vivo de Yubo discutindo, e instantaneamente se unindo, sobre visões de futuro compartilhadas. Agora eles se consideram como irmãos de uma mesma família, fazendo lives todos os dias, apesar de dois deles nunca terem se conhecido pessoalmente.

Sam disse: “Eu tinha acabado de me mudar para Alemanha e não conhecia ninguém. Eu estava em um parque tocando Ukulele e como eu não conhecia ninguém, resolvi baixar o Yubo e entrar em uma live para me distrair e não me sentir tão sozinho. E assim conheci o Enzo e o Thiago. Eles me receberam super bem. Depois daquela live, trocamos redes sociais e percebi que seríamos grandes amigos. Com o passar dos dias e meses, a gente começou a fazer lives com frequência e acabamos construindo um laço de amizade pois o Enzo e o Thiago moram fora do Brasil também. Então, eles entendiam o que eu estava sentindo com relação à solidão e o Yubo foi um meio de nos distrairmos”

“Eu uso o Yubo há quase três anos e nunca tinha tido tanto amor por alguém antes de conhecê-los. Eles são como irmãos para mim. Nós temos uma conexão muito forte. Eles sabem tudo da minha vida e eu sei tudo da vida deles. Não vejo a minha vida sem eles”, disse Enzo.

Thiago classificou sua relação de amizade com os demais como uma família:“Eles são amigos que eu vou levar para a vida. E a partir disso, eu os considero como minha família. Nós três somos jovens, gays, nos mudamos muito de país, fora do Brasil e não dá para criar vínculo muito forte com quase ninguém. E o Yubo acaba se tornando um meio para criar este vínculo. O nosso vínculo vai estar ali aceso para sempre”, completa Thiago.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda PODCAST RBN

TENDÊNCIA