0

Lauro de Freitas amanheceu sob fortes chuvas nesta sexta-feira (20), porém o cenário foi bem diferente dos últimos registros de chuvas intensas no município. Áreas que costumavam alagar, como as avenidas Beira Rio e Mário Epinghaus, não foram comprometidas. Isso se dá por conta das obras de macrodrenagem do Rio Ipitanga, Joanes e das obras no canal da Avenida Mário Epinghaus, que já refletem na redução dos alagamentos.

Até o final da tarde foram registrados apenas dois pontos com acúmulo de água na cidade. Na Lagoa da Base, onde a situação será resolvida definitivamente com a obra de reversão da lagoa, que já foi retomada pela Conder; e na Boca da Mata, em Portão. Para esse local a Prefeitura já tem projeto pronto e aguarda recurso que está em análise para captação pelo FINISA – Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento. Nas duas localidades a água escoou rapidamente.

Ainda pela manhã, uma árvore de grande porte, localizada dentro do Condomínio Rio Joanes, no bairro de Portão, caiu atingindo uma casa residencial e um galpão construídos junto ao muro do condomínio. Duas crianças ficaram feridas sem gravidade.

De acordo com a agência Clima Tempo, a noite será chuvosa e há 80% de chances de chuva no final de semana. As equipes da Prefeitura de Lauro de Freitas seguem monitorando os principais pontos da cidade e trabalhando com ações preventivas, como desobstrução de bueiros.

Em caso de emergência os munícipes devem acionar a Prefeitura através das principais centrais de atendimento: CIMU 156 / 3369-3710, Defesa Civil 199 / 3288-8628, Guarda Municipal 153, Corpo de Bombeiros 193 e Polícia Ambiental 190.

Queda de árvore

As equipes da Defesa Civil e Secretaria de Infraestrutura chegaram ao local logo após a queda da árvore, em Portão, e adotaram as primeiras providências. Até o final da tarde, equipes da Secretaria de Serviços Públicos (SESP), munidas de motosserra e outras ferraentas trabalhavam na remoção dos troncos e galhos, enquanto técnicos do CRAS de Portão disponibilizavam assistência social às famílias.

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (Semdesc), além das providências mais imediatas, as famílias também serão incluídas no Programa Municipal Bolsa Aluguel.

Kelly dos Santos, mãe das crianças de 11 meses e 6 anos explicou que há mais de um ano solicita ao condomínio a retirada da árvore. Além de perder móveis e eletrodomésticos, Kelly teve o telhado da casa danificado. As crianças tiveram ferimentos leves, foram atendidas no Hospital Menandro de Faria e liberadas.

A marcenaria da MRC Móveis e Decorações teve a estrutura do galpão onde funciona a oficina comprometida e máquinas danificadas. Técnicos da Prefeitura ainda avaliam a extensão dos danos para a adoção de medidas.

Macrodrenagem

Em outubro, o governador Rui Costa vistoriou e entregou o reservatório de amortecimento Alameda dos Ingazeiros, o terceiro de seis reservatórios que compõem as obras de macrodrenagem dos rios Joanes e Ipitanga,. Executada pela Conder, depois de pronto os reservatórios terão capacidade para armazenar 1,5 milhão de metros cúbicos de água.

Com investimento de R$170 milhões, a obra tem cinco quilômetros prevê a ampliação da calha do rio Ipitanga para 30 metros na parte superior e 22 metros na parte inferior. Mesmo ainda em execução, a obra já está reduzindo os alagamentos em Lauro de Freitas, dando maior fluidez ao rio e às águas das chuvas.

centralrbn

Caixa abre 771 agências hoje para pagar auxílio emergencial

Artigo anterior

Planta & Raiz lança música surpresa como protesto antirracista

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BA