Conecte-se conosco

BA

Ações de conscientização abrem o mês de combate ao HIV em Lauro de Freitas

Publicado

em

Com o tema “A melhor forma de combater o preconceito com quem vive com HIV é o amor”, o Dezembro Vermelho foi iniciado em Lauro de Freitas nesta terça-feira (1º), Dia Mundial de Luta Contra a AIDS, com a exposição de painéis na Praça Martiniano Maia. A campanha traz o alerta para as formas de contaminação, diagnóstico e tratamentos da patologia, que este ano registrou 124 novos casos no município dos quais 89 são homens e 35 mulheres. A doença ainda não tem cura.

De acordo com o coordenador do Programa Municipal IST/HIV/AIDS e Hepatites Virais da Secretaria Municipal de Saúde (Sesa), Franklin Silva, entre as estratégias da campanha estão a intensificação de ações educativas e de prevenção nesse período. “Serão distribuídos insumos de prevenção, preservativos femininos e masculinos, e testes rápidos para o diagnóstico de HIV, sífilis e hepatite B e C em locais de fluxo intenso como praias, praças, bares, restaurantes e no presídio”, contou.

Atualmente mais de oito mil pessoas são acompanhadas pelo Centro de Testagem e Aconselhamento e Serviço de Atendimento Especializado (CTA/SAE), localizado na Avenida Bispo Renato Cunha, no Centro da cidade. O equipamento oferta atendimento médico, psicológico e social, e realiza testagens rápidas, dispensação de medicamentos e insumos de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h.

“Itinga segue com o maior número de infectados por HIV, seguido de Centro e Vida Nova. Além do CTA, os pacientes podem realizar o teste rápido para HIV em uma das 16 Unidades de Saúde da Família (USF) de segunda a sexta-feira das 8h às 16h”, informa a secretaria de saúde Maria Isabel Andrade.

Políticas de prevenção ao HIV

De janeiro a outubro deste ano, o município distribuiu 171.620 mil preservativos masculinos e 7.524 mil preservativos femininos. Em Lauro de Freitas, a rede municipal de saúde disponibiliza a estratégia de prevenção Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (Prep) no CTA. A PreP que consiste na tomada diária de um comprimido que impede que o vírus causador da aids infecte o organismo, antes da pessoa ter contato com o vírus. Já a Profilaxia Pós-Exposição (PEP) ao HIV é disponibilizada na Unidade de Ponto Atendimento em Itinga (UPA). “O individuo toma uma medicação antirretroviral em até 72 horas após exposição com risco de contato com o HIV”, pontua Franklin.

A PEP é indicada em casos tais como violência sexual, relação sexual desprotegida (sem uso de preservativo ou com rompimento do preservativo), acidente ocupacional (com instrumentos perfurocortantes ou contato direto com material biológico).

Autoteste é privacidade e segurança

Desde o segundo semestre deste ano, Lauro de Freitas passou a oferecer autotestes para a detecção do HIV nos postos de saúde e no CTA. O exame é seguro, gratuito e pode ser realizado no local em que o paciente preferir, com apenas uma pequena amostra de sangue da ponta do dedo, com a lanceta estéril fornecida na caixa. O resultado é dado em até 20 minutos.

Quando for negativo, apenas uma linha colorida aparecerá na janela do dispositivo. Em caso positivo, duas linhas coloridas serão mostradas. “Os interessados se dirigem até um destes equipamentos e solicitam o autoteste, caso o resultado seja positivo o paciente é orientado a retornar a unidade para iniciar o acompanhamento médico”, explica Franklin.

 

Jornalista Giovanna Reyner

Foto Lucas Lins

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda PODCAST RBN

TENDÊNCIA