Entretenimento

“Ziraldo – Uma obra que pede socorro”, “Mares do Desterro”, “Despedida” e “Donos da Casa”, na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

“Ziraldo - Uma obra que pede socorro”, “Mares do Desterro”, “Despedida” e “Donos da Casa”, na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

De 21 de outubro a 3 novembro acontece a 45ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo em formato híbrido – presencial nos cinemas e com sessões especiais, como no vão do MASP, e de forma virtual pelas plataformas Mostra Play, Itaú Cultural Play e Sesc Digital – essas últimas, com exibições gratuitas. São 264 títulos selecionados nas categorias Perspectiva Internacional, Competição Novos Diretores e Mostra Brasil. Entre as obras, quatro são distribuídas pela Elo Company e podem ser assistidas nos cinemas de São Paulo, assim como pelas plataformas de Video On Demand.

Com direção de Guga Dannemann, o documentário “Ziraldo – Uma Obra que Pede Socorro” conta a história real de um Ziraldo que poucos conhecem. Um artista plástico e seu magnífico painel pintado em meados da ditadura militar na antiga casa de shows do Canecão, no Rio de Janeiro — uma obra que hoje encontra-se coberta por tijolos e tintas. Este filme é um solene adeus a um patrimônio que se julgava inexorável. O longa-metragem, distribuído pela Multiphocus, pode ser assistido no dia 21/10 no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca, às 22h10; no dia 31/10, no Petra Belas Artes Leon Cakoff, às 15h45, assim como no streaming da Mostra Play.

“Os Donos da Casa” apresenta brasileiros e brasileiras que vivenciaram o melhor e o pior de um evento que receberam com os braços abertos, a Copa do Mundo. O documentário retrata esse ciclo com a perspectiva que só a passagem do tempo pode dar, e o faz a partir das histórias de quatro pessoas de diferentes lugares do país, levantando, ainda, importantes questões sobre o impacto de megaeventos nos países-sede. O filme, dirigido por Carla Dauden, produzido por Forward – Imagens que Movem e distribuído pela Elo Company, será exibido na Mostra Play e nos cinemas CCJ Ruth Cardoso, no dia 22/10, às 16h00; Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca no dia 25/10, às 20h40; e no Circuito SPCINE Paulo Emílio – CCSP, dia 30/10, às 16h.

Mares do Desterro” terá sessão no dia 29/10, no Espaço Itaú de Cinema – Augusta, às 22h; no Espaço Itaú de Cinema Frei Caneca, no dia 02/11, às 14h; assim como pela Mostra Play. O filme de Sandra Alves, com produção de Vagaluzes Filmes, acompanha a protagonista Divina após um evento traumático que ocasionou a fuga de sua irmã gêmea. Ela fica responsável por cuidar da família, que vive há dez anos isolada numa praia deserta: o jovem irmão, enclausurado pelo pai, a mãe que sofre pelo desaparecimento da filha e com o crescente distanciamento do marido que, embriagado e violento, vaga à procura da filha predileta. Divina, altiva, determinada e inconformada com a opressão instaurada, paulatinamente expõe o processo das relações ali estabelecidas. Procura brechas, resiste, insiste na lucidez e cria um campo propício para a revelação de um importante segredo.

Em “Despedida”, Ana, uma menina de 11 anos, viaja para o interior da região Sul do Brasil durante o feriado de Carnaval, para o funeral da avó, que não via há anos. À noite, pela janela, ela enxerga o fantasma da avó entrando na floresta perto da casa da família. Quando Ana decide segui-la em meio às árvores, descobre um mundo de fantasia e mistério. Para resolver uma antiga desavença familiar, a garota precisa recuperar o mundo imaginário da mãe, há muito esquecido, abandonado na floresta onde ela enterrou a infância. Dirigido por Luciana Mazeto e Vinícius Lopes, com produção de Pátio Vazio, o filme será exibido no Espaço Itaú de Cinema – Augusta, no dia 30/10 às 19h50, e no Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca no dia 31/10 e 02/11, às 16h15 e às 13h30, respectivamente.

A Mostra terá sessões gratuitas no Vão Livre do Masp, Vale do Anhangabaú, Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso e Centro Cultural Tiradentes; e com valores promocionais no circuito Spcine (Centro Cultural São Paulo e Biblioteca Roberto Santos) e no Museu da Imigração.

As exibições presenciais contam com número reduzido de ingressos e com rigorosos protocolos contra Covid-19. Os diretores e profissionais da área estarão presentes nas sessões presenciais por meio de vídeos enviados previamente. Debates e entrevistas acontecerão por meio do Canal da Mostra no YouTube e pelo site da Mostra: www.mostra.org