Conecte-se conosco

Saúde

Transtornos emocionais passam a ser mais comuns após o início da pandemia

Publicado

em

Especialista aponta que doenças como ansiedade e depressão foram identificadas com maior frequência devido às mudanças impostas na pandemia

Durante a pandemia muitas pessoas passaram por momentos difíceis, desde o início existe a necessidade de isolamento e mudanças no estilo de vida. Essa situação teve um grande impacto na saúde mental da população, que passou a ter problemas mais evidentes, como ansiedade, depressão e até mesmo o definhamento devido às mudanças vivenciadas nesse período.

Desde o mês de março de 2020 homens e mulheres de todas as idades começaram a desenvolver transtornos emocionais causados pela mudança de rotina e medo da doença. A especialista Sandra Maria Souza, psicóloga, relata que nos últimos meses o número de adolescentes e crianças diagnosticados com esses problemas aumentou consideravelmente. “Mulheres e adolescentes costumam identificar e solicitar ajuda médica com mais frequência, pois a percepção da necessidade é maior do que em homens e crianças, mas é fundamental reconhecer e buscar um profissional nesses momentos delicados”, conta.

Transtornos psicológicos podem impactar um ser humano por um longo período de tempo, especialmente quando se tratam de experiências traumáticas, por isso é importante realizar algum tipo de acompanhamento para uma recuperação saudável.

Segundo a psicóloga, além da ajuda de um profissional, alguns hábitos saudáveis também podem fazer toda a diferença para prevenir as doenças mentais e também para tratá-las. “Além do tratamento psicológico ou psiquiátrico, outros fatores são importantes, como a realização de exercícios físicos regulares, alimentação saudável, boas noites de sono e atividades relaxantes, que potencializam a recuperação. Algo que também ajuda é a psicologia positivista, que tem o intuito de melhorar por meio do pensamento positivo, um estímulo comprovado cientificamente”, ela ressalta.

Vale lembrar que nem todos os transtornos mentais são causados pela pandemia, mas podem ser advindos de hereditariedade e outros agravantes anteriores à Covid-19. De toda forma, é importante identificar os problemas para fazer um tratamento eficaz.

Sandra recomenda que, ao reconhecer os sintomas (isolamento, pensamentos destrutivos, desânimo, falta de fé ou medo excessivo) em pessoas próximas, é essencial ter uma conversa franca e, se necessário, encaminhar para a ajuda profissional. Para aqueles que estão em tratamento é importante procurar auxílio em momentos de crise e buscar alternativas para a recuperação.

Sobre Sandra Maria Souza e Silva

A psicóloga iniciou sua carreira em 1990 trabalhando na área de Gestão de Pessoas, onde desenvolveu inúmeros projetos em todo o Brasil em empresas de médio porte, nos ramos do comércio, indústria e Prestação de Serviços. Exímia conhecedora de pessoas, aplicou diversos treinamentos e desenvolvimentos de pessoas, através de metodologias cientificamente testadas e com resultados surpreendentes. Exerceu a docência do ensino superior por 17 anos. Atualmente, é Psicóloga, Coach, Consultora e palestrante com 30 anos de experiência na área da Psicologia, tornando-se uma excelente especialista na área humana. Possui mestrado em Educação, Pós Gradual em Administração de Pessoas e em Metodologia do Ensino Superior; é Bacharel em Direito, tem Especialidades em Executive Coaching, Personal e Professional Coaching, em Programação Neutro linguística, em neuropsicológica e é membro da Sociedade Brasileira de Coaching. Para saber mais, acesse   http://www.sandracrh.com.br/

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda PODCAST RBN

TENDÊNCIA