Conecte-se conosco

Notícias

Segurança nas estradas: manutenção em dia evita acidentes e prejuízos financeiros

Publicado

em

Segurança nas estradas: manutenção em dia evita acidentes e prejuízos financeiros

Os caminhões sofrem diversos desgastes com o tempo e, por conta disso, as chances de apresentarem falhas são maiores. Com a falta de manutenção, essas ocorrências podem ser elevadas em até 30%. Além de colocar em risco a vida do condutor, de outros motoristas e pedestres, a falta de ação preventiva pode fazer com que a carga seja avariada ou, até mesmo, perdida.

O início do ano é o momento ideal para consertar o que é necessário e prevenir qualquer defeito que gere insegurança ou dificuldade nas estradas. A manutenção, que precisa ser realizada periodicamente, nada mais é do que uma revisão que irá verificar as condições do caminhão ou da frota com o objetivo de diminuir, ao máximo, a possibilidade de problemas surgirem.

Com a manutenção preventiva, há reparo constante em diversos pontos do veículo. Por essa razão, os consertos são mais simples e feitos com agilidade, o que evita que o caminhão fique muito tempo parado. Dessa forma, o veículo poderá ter um gasto de manutenção relativamente mais baixo e dará menos prejuízo, já que ficará pouco tempo sem circular.

Para o especialista em soluções sobre rodas Osmar Oliveira, antecipar o que poderia acontecer diminui gastos, uma vez que em caso de defeitos será necessário utilizar a manutenção corretiva, que não está prevista no orçamento e cujos custos são maiores: “Quanto mais tempo o veículo fica sem rodar ou atrasa a entrega da carga, menor é a produtividade e isso impacta nos ganhos”.

“Além da redução de custos em longo prazo, as manutenções preventivas representam um aumento à vida útil do caminhão, evitando quebras inesperadas e outros prejuízos. É preciso estabelecer uma rotina de prevenção, inclusive no baú de caminhão, para proteger a carga transportada”, ressalta o CEO da implementadora 4TRUCK, situada em Guarulhos (SP).

Substituições

Seguir as indicações do fabricante pode contribuir com o desempenho do caminhão e na durabilidade dos componentes. Deve-se dar atenção especial quanto à substituição de peças: utilizar sempre as originais, principalmente as de controle, como sensores, válvulas, filtros, bicos injetores e unidades injetoras.

Planejamento

São inúmeras as peças dos caminhões que necessitam passar por revisão, e se for o caso, troca, ao menos uma vez ao ano. Por isso programar essas ações com antecedência permite um melhor planejamento do tempo que o veículo irá ficar parado bem como do investimento necessário

Detalhes importam

Mesmo aquelas manutenções simples que deveriam ser rotineiras – como as relacionadas aos pneus, sistema de freios e luzes – não podem ser esquecidas. Circular com pneus carecas, por exemplo, diminui a aderência do veículo à pista, o que afeta a estabilidade, dirigibilidade e frenagem.

Já falhas nos sistema de freio impedem que o veículo pare após o acionamento por parte do motorista e pode provocar colisões. Mesmo os faróis, que parecem uma questão menor, prejudicam a visibilidade da pista e dos demais motoristas.

No que prestar atenção:

1. Verificação do óleo do motor
2. Verificação dos fluídos
3. Análise estrutural
4. Análise das superfícies
5. Estudo de vibrações
6. Sistema elétrico
7. Checagem de suspensão e pneus
8. Verificação do sistema de transmissão
9. Conferência do tanque de combustível
10. Cuidados com o baú

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *