Conecte-se conosco

Tecnologia

No Dia do Podcast, Marcela Albertini, pioneira em podcast brasileiro nos EUA, fala da importância da mídia

Sucesso com o “Vem na minha”, a jornalista Marcela Albertini, fala da importância da mídia

Publicado

em

No Dia do Podcast, Marcela Albertini, pioneira em podcast brasileiro nos EUA, fala da importância da mídia

O podcast passou a ser uma das mídias mais consumidas entre o público atualmente, o seu uso ficou tão popular que a mídia ganhou um dia para chamar de seu. No dia 21 de outubro é comemorado o Dia do Podcast. Para se ter uma ideia da importância da mídia, segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Podcasters (ABPod), atualmente, o Brasil conta com aproximadamente 34,6 milhões de ouvintes do formato.

Nos Estados Unidos os podcasts já são consumidos desde 1980. Apesar de não serem comercializados com o nome atual, os famosos audiobooks da época servem de exemplo para os novos podcasts que atualmente estão em expansão no mercado.

Morando nos Estados Unidos há 15 anos, a jornalista e comunicadora Marcela Albertini criou em 2019 o seu podcast, intitulado com o nome de “Vem na Minha”, que nasceu da convicção e da percepção da autora, de que todos temos uma jornada de vida e de aprendizados interessantes que devem ser contadas.

– Como comunicadora, valorizo muito a arte de contar histórias, é um exercício que agrega para quem escuta e para quem conta. Nós geramos identificação com o outro, sentimos empatia e escutando histórias, acabamos encurtando nossa curva de aprendizado; além de gerar entretenimento.  Não à toa, em outras épocas, nos sentávamos ao redor de fogueiras para escutarmos histórias de outras pessoas da nossa família, tribo ou comunidade. Tem muita beleza e poder nisso – friza a Jornalista.

Marcela, que participou da 3ª edição do Cre8 Experience, grande conferência com painéis para debater diversos assuntos que impactam diretamente a vida dos profissionais de hoje e do futuro, que aconteceu em setembro em Nova Iorque, ressalta que o principal objetivo do podcast é criar o ambiente e oferecer espaço para uma troca genuína e que agregue valor para quem participa e pra quem escuta o “Vem na Minha”. Para fazer essa troca de conteúdos a comunicadora escolheu imigrantes brasileiros, que assim como ela se encontram afastados do seu país de origem.

A escolha de facilitar essa troca entre pessoas que estavam passando pelas mesmas vivências deu muito certo, pois fez com que os ouvintes tivessem uma identificação imediata com as histórias contadas no podcast.

– A receptividade dos ouvintes que moram fora do Brasil, assim como dos que moram no Brasil foi imensa e curiosamente, por motivos semelhantes. Primeiramente a identificação, ambos ouvintes através da curiosidade ao redor da história de vida do outro – e não somente uma curiosidade fútil, mas também a do ponto de vista do desejo de aprender com as vivências do outro – descobre que perrengues são perrengues em qualquer lugar do mundo.  Além disso, a identificação dos imigrantes ao ouvir histórias de conterrâneos, gera automaticamente uma sensação de pertencimento e de comunidade por terem vivenciado situações e sentimentos tão semelhantes, o que fortalece a comunidade – destaca Marcela.

Fazer um podcast desse estilo em um país que não é o seu, é desafiador. Quando ele foi lançado em 2019, Marcela só tinha conhecimento de mais dois podcasts produzidos por brasileiros nos Estados Unidos. Hoje esse número já cresceu exponencialmente, mas a jornalista garante que existe espaço e público para todos os produtores e podcasters.

A jornalista não acredita em concorrência quando se trata de informação e entretenimento, e sim em possíveis parceiros que agreguem na geração de conteúdos de valor. Para quem acompanha o “Vem na minha”, ela diz que está com várias novidades a caminho.

– Estou em um processo de repaginar não somente a identidade visual, mas também o intuito do “Vem na Minha”. O podcast por si só sempre será de, e sobre, imigrantes porque eu sou imigrante e grande parte de quem participa também. Porem pretendo criar temporadas temáticas, posso adiantar que a primeira, com estreia marcada para antes do final do ano, se chama “Em Crise”, vou trazer convidados para trocar sobre as diversas crises dos 30. Além disso, estou planejando uma temporada sobre o universo feminino – comenta a comunicadora.

Mesmo com todas essas novidades chegando, Marcela garante que a essência do “Vem na Minha” continuará a mesma, ser canal de inspiração, informação e acolhimento sempre com humor envolvido.

Para quem quiser acompanhar a primeira temporada do ‘Vem na Minha’ basta acessar o https://open.spotify.com/show/0E8k16b44r4q7kN9ONvU7D?si=dtYe8riVQ9Se3niA1axdHQ&dl_branch=1&nd=1

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *