Conecte-se conosco

Esportes

Mundial de Fórmula Kite terá mais de 150 atletas em Torre Grande (Itália)

Publicado

em

Mundial de Fórmula Kite terá mais de 150 atletas em Torre Grande (Itália)

O Mundial de Fórmula Kite será disputado a partir desta quarta-feira (13), em Torre Grande (Oristano), na Itália, com mais de 150 atletas de 27 países. As regatas da nova classe para Paris 2024 contam com três brasileiros: Bruno Lobo, Cláudio Cruz e Socorro Reis. Será o primeiro Campeonato Mundial da IKA – Associação Internacional de Kiteboarding realizado nos mesmos formatos das provas olímpicas.

A organização destinou a terça-feira (12) para fazer as medições oficiais dos equipamentos que serão usados nas regatas, que serão válidas até o dia 17 de outubro. Os fiscais fazem testes para ver se os hidrofoils estão registrados nas medidas corretas e no peso máximo ou mínimo da classe.

Os brasileiros também participaram do dia de mídia, com fotos oficiais e entrevistas. Atual campeão Pan-Americano e apontado como um dos grandes nomes do Mundial de Fórmula Kite, o maranhense Bruno Lobo está animado com o crescimento da categoria, além da chance de medir forças com os melhores do planeta.

”É uma modalidade que cresce muito e a cada competição o nível aumenta, motivando também por ser uma classe olímpica. Fizemos nosso dever de casa, nos dedicamos e esperamos colocar a bandeira do Brasil no lugar mais alto do pódio”, disse Bruno Lobo, que viajou à Torre Grande para o Mundial de Fórmula Kite com o apoio da CBVela – Confederação Brasileira de Vela.

”Serão cinco dias de competição aqui na Itália com condições perfeitas para a prática do kite. Estou animado para as regatas”, completou o campeão dos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019.

A também maranhense Socorro Reis quer evoluir mais e levar o conhecimento adquirido nas regatas na Itália para melhorar ainda mais seu velejo nas regatas no Brasil. A melhor do País e segunda da América sonha em ver mais meninas correndo de Kite.

”O objeto é voltar ao Brasil com outra visão, uma outra experiência. Competir no exterior abre portas de aprendizado. Aqui para o Mundial vamos velejar em condições perfeitas. Agora ir com tudo e dar o nosso melhor, representando nosso País e nosso estado do Maranhão”, contou Socorro Reis.

Em Paris 2024, além da Fórmula Kite, o calendário olímpico terá IQFoil e 470 mista como novidades em relação à Tóquio 2020.

Sobre a CBVela

A Confederação Brasileira de Vela (CBVela) é a representante oficial da vela esportiva do país nos âmbitos nacional e internacional. É filiada à Federação Internacional de Vela (World Sailing) e ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Tem o Bradesco como patrocinador oficial, e o Grupo Energisa como parceiro oficial e patrocinador da Vela Jovem. A vela é a modalidade com o maior número de medalhas de ouro olímpicas na história do esporte do Brasil: oito. Ao todo, os velejadores brasileiros já conquistaram 19 medalhas em Jogos Olímpicos.

Katarine Monteiro é jornalista especializada em esportes olímpicos e em saúde. Com cobertura de grandes eventos internacionais, como Jogos Pan-Americanos em Lima 2019, Qatar Total Open 2020, Qatar ExxonMobil Open 2019 - tênis em Doha (QT), Semana de Vela de Ilhabela, Transat Jacques Vabre 2019 (França-Brasil), L'Étape Brasil by Tour de France, também já fez coberturas de natação, maratona aquática, vôlei, polo aquático, Fórmula E, vela, skate e boxe, além de eventos esportivos como assessora de imprensa, relações públicas e social media. 

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *