Memória do aniversário natalício de Guido Schäffer - o jovem médico, surfista e servo fiel de Deus

No próximo dia 22 de maio, a Igreja Católica faz memória do aniversário natalício de Guido Schäffer – jovem brasileiro que tornou-se exemplo de santidade para a juventude mundial por sua dedicação e entrega total ao serviço do Senhor.

Conhecido por muitos cristãos como o “Santo Surfista”, o brasileiro Guido Schäffer nasceu em 22 de maio de 1974, na cidade de Volta Redonda no estado do Rio de Janeiro (RJ).

Sua família de origem alemã, desde pequeno o incentivou a amar a Deus e a cultivar os valores da vida cristã. Seus pais católicos fervorosos sempre o levavam às missas dominicais e o ensinava a rezar todos os dias. Guido foi batizado na Matriz de Santa Cecília, em Volta Redonda (RJ), em 22 de dezembro de 1974. Fez a Primeira Eucaristia em 11 de dezembro de 1983 e o Crisma em 02 de dezembro de 1990, ambos na Paróquia de Nossa Senhora de Copacabana, na cidade do Rio de Janeiro.

Segundo sua biografia, o jovem teve uma infância e adolescência saudável, mantinha uma paixão imensa pelo mar, pela natureza e pelo esporte em geral. Desde a juventude, Guido convidava seus amigos para conhecer a Cristo por meio do Sacramento da Crisma e algumas atividades da Igreja local que frequentava.

Guido cursou medicina na Faculdade Técnica Educacional Souza Marques (1993 a 1998), no Rio de Janeiro, onde desempenhou a profissão por cerca de 8 anos, na função de clínico geral. O jovem exercia a profissão com amor, sua especialidade o permitia avaliar o paciente como um todo. De acordo com sua biografia, ele considerava a clínica geral um desafio, pela necessidade de manter um bom conhecimento sobre todas as áreas da medicina.

Em sua atuação como médico, o jovem testemunhava sua fé, cuidava dos enfermos e, conforme relatam seus amigos mais próximos, em tudo que realizava dava testemunho de sua fé e vivia conforme os valores cristãos da caridade, justiça cordialidade e temperança.

Após uma viagem para Roma, em 2000, anunciou aos pais seu desejo de tornar-se sacerdote. Em 2008, já tendo cursado a Filosofia e iniciado a Teologia, entrou para o Seminário Arquidiocesano São José, no Rio de Janeiro (RJ), mas faleceu em 1º de maio de 2009 os 34 anos, enquanto surfava, na praia da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

Durante toda sua vida, Guido foi um exemplo de caridade e dedicação ao próximo. Como médico, auxiliou as irmãs Missionárias da Caridade, atendendo diversas pessoas de forma gratuita. O jovem contagiava por seu amor a Jesus e Maria, também era um pregador incansável da Palavra de Deus, vivia a missão de ajudar as pessoas com sua profissão e auxiliando os mais pobres  e necessitados.

Em 2015, foi aberto oficialmente seu processo de beatificação e canonização, que ainda segue em curso em Roma. No livro “Um Santo Surfista: O Servo de Deus Guido Schäffer”, o autor Pe. Ricardo Figueiredo conta detalhes de como conheceu a história do jovem médico e seminarista, sua biografia, família e traços de sua santidade que o conduziu aos altares rumo a se tornar o primeiro santo do Rio de Janeiro. Ouça o episódio 25 do Podcast PAULUS com o autor Pe. Ricardo Figueiredo

Vidas que irradiam força, alegria, paz. São as vidas que nos nossos dias chamam a atenção, convencem, merecem ser seguidas. Guido é uma dessas vidas: conhecer a sua história, conhecer os seus escritos, conhecer as suas decisões, as suas dúvidas, as suas inquietações. Tudo é ocasião para conhecer uma vida que nos fala de Deus, nos conduz a Jesus. É realmente uma vida que não deixa ninguém indiferente. Pode ser, assim, um desses testemunhos fortes que pode convencer a nossa juventude, que tantas vezes parece desorientada, anestesiada pela parafernália de computadores, celulares e outras ecnologias, e que aparenta ter perdido o gosto pela vida. Guido Schäffer pode voltar a dar horizonte a muitas vidas.

Ficha Técnica
Título: Um “santo” surfista
Autor: Ricardo Figueiredo
Acabamento: Brochura
Coleção: Modelos de virtude
Formato: 13.5 (larg) x 21 (alt)
Páginas: 136
Área de interesse: Hagiografia, espiritualidade

*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Compartilhe com seus amigos