Conecte-se conosco

BA

Médicos autônomos começam a ser imunizados em Salvador

Publicado

em

Alívio, emoção e esperança. Com essas palavras, a médica pediatra autônoma Carolina Martins resumiu o sentimento de tomar a primeira dose da imunização contra a Covid-19, na manhã desta quinta-feira (11). “A vacina era o que faltava para a gente poder exercer a profissão da melhor forma, ajudando na recuperação do próximo com segurança. A sensação é de muita felicidade”, disse.

Na lista encaminhada pelo Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) constam 14.170 profissionais de medicina na capital baiana. Hoje, a Prefeitura iniciou a imunização dos médicos que atuam como autônomos na cidade.

A inclusão deste público aconteceu após a provocação da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) à Comissão Intergestores Bipartite da Bahia. O grupo autorizou a habilitação de oito categorias: médicos, fisioterapeutas, odontólogos, enfermeiros, técnicos de saúde bucal, técnico e auxiliar de enfermagem, doulas e cuidadores.

Cuidados – O médico autônomo Roberto Vilalva ressaltou a importância da imunização. “Tenho 45 anos atuando na área de medicina. Durante a minha vida inteira eu dei socorro e, hoje, peço socorro à ciência, através da vacina. É uma satisfação muito grande receber essa dose de esperança.”

Vilalva destacou a eficácia da adoção de medidas de prevenção da doença. “Para sairmos desta grave crise, precisamos ter acesso à vacina. Mas, enquanto não chega para todos, temos que nos proteger, fazendo uso da máscara, lavando as mãos e mantendo o distanciamento.”

Acesso – A vacinação em trabalhadores médicos autônomos acontece das 8h às 17h, na Faculdade Bahiana de Medicina (Brotas) e Universidade Católica de Salvador (Pituaçu), em formato drive-in e pontos fixos.

Para terem acesso às doses, os profissionais precisam estar com o nome na lista disponibilizada no site saude. salvador. ba. gov. br . Também é necessário apresentar os seguintes documentos: carteira do conselho de classe, cópia do último imposto de renda, ou comprovante atualizado de pagamento do ISS, contrato de pessoa jurídica ativo ou última nota fiscal.

Fotos: Jefferson Peixoto/Secom

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda PODCAST RBN

TENDÊNCIA