Conecte-se conosco

BA

Mais de 100 mil pessoas receberam duas doses contra Covid-19 em Salvador

Publicado

em

Mais de 100 mil pessoas receberam duas doses contra Covid-19 em Salvador

A capital baiana atingiu, nesta sexta-feira (9), a marca de 100 mil pessoas vacinadas com as duas doses contra a Covid-19. Ao todo, o município aplicou até o momento o imunizante em cerca de 530 mil indivíduos, sendo pouco mais de 430 mil para primeira dose.

O secretário municipal da Saúde (SMS), Leo Prates, enalteceu o empenho das equipes para assegurar que o processo de vacinação aconteça de forma acelerada na cidade. O gestor lamentou ainda o fato do quantitativo de doses encaminhadas para o município ainda ser insuficiente para ampliar ainda mais o acesso de novos públicos prioritários em Salvador.

“Temos cerca de 1,5 mil servidores atuando incessantemente na nossa cidade para garantir a celeridade do processo de imunização contra o coronavírus. Implantamos uma estrutura muito mais robusta que a divulgada no início da campanha justamente para que dar agilidade. Infelizmente, o encaminhamento das doses não tem sido feito com o mesmo ritmo que temos aplicado na nossa cidade, o que nos impede de avançar ainda mais vacinação”, afirmou.

Imunidade – A médica infectologista da SMS, Adielma Nizarala, alertou que, mesmo com a aplicação da segunda dose, as pessoas ainda devem manter as medidas de segurança, como o uso de máscara e a higienização constante das mãos. Isso porque a imunidade não é conferida imediatamente após completar o esquema vacinal. Em média, a proteção acontece cerca de duas semanas após a segunda aplicação do imunizante.

“Primeiro é importante dizer que cada organismo reage de uma forma com a vacina. O que sabemos é que há um intervalo entre duas semanas ou até um mês para que o imunizante possa gerar anticorpos neutralizantes que barram a entrada do vírus nas células. Por esse motivo, é necessário manter todos os hábitos de higienização das mãos, distanciamento social e uso da máscara mesmo após completar o esquema vacinal com a administração das duas doses das vacinas”, explicou a especialista.

Foto: Betto Jr/Secom

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Light Dark Dark Light