Conecte-se conosco

Negócios

Jovem substitui carro por empresa e constrói negócio que deve faturar R$ 10 milhões em 2021

Publicado

em

O automóvel era um presente de 18 anos do pai para o filho, que preferiu usar o valor para outro fim: investir num negócio de higienização de estofados

Se há escolhas que não são simples de fazer, outras se faz sem pensar duas vezes. Foi o que aconteceu em 2010 com Eduardo Tafa, curitibano e, hoje, com 30 anos. Aos 20 e influenciado pelos pais e o irmão a assumir um posto de trabalho em uma multinacional, Eduardo abdicou do então “presente da maioridade” para apostar no que ele estava certo ser o melhor para ele: investir num negócio próprio. Começou comprando 30% de uma empresa em que havia atuado brevemente por indicação do pai de um amigo, na época sócio do negócio. A curta participação fez com que percebesse o enorme potencial até então pouco aproveitado da empresa e lhe enchesse de confiança que os R$ 20 mil que o pai guardou numa poupança para presentear o filho poderiam render frutos ainda mais lucrativos.

Errado não estava. Quatro anos depois adquiriu toda a operação, quando pode, enfim, dar seu toque pessoal. Mudou o nome da empresa, que passou a chamar Sofá Novo de Novo, importou equipamentos, firmou parceria com fornecedores exclusivos, certificou-os todos pela Anvisa, aperfeiçoou a metodologia de trabalho e, mesmo sem imaginar que um dia existiria uma pandemia global, adotou padrões de higiene e segurança bastante rígidos. O sólido crescimento, conquistado pela seriedade e comprometimento com a qualidade do serviço, fez a empresa despontar em Curitiba e região metropolitana.

Um sonho ambicioso para quem tem coragem

A dúvida, até um pouco óbvia, logo chegou até ele: por que você não expande seu negócio? E foi assim, ciente do seu poder e com cautela para manter a qualidade do serviço, que Eduardo começou a formatar a Sofá Novo de Novo em franquias, lançando-a em fevereiro de 2020. Com investimento de R$ 3 milhões, a rede já inaugurou ao longo do primeiro ano mais de 20 unidades e, para 2021, a perspectiva são mais 45, que devem gerar juntas uma receita de R$ 10 milhões.

E engana-se quem acredita que o sonho do Eduardo se limitaria ao solo tupiniquim. Já para novembro, estão previstas inaugurações de quatro unidades nos Estados Unidos em regiões como Houston, Texas, Dallas e Miami. Formatado para um atendimento home based a microfranquia pode ser rapidamente implantado nas praças selecionadas. Uma vez adquirida a franquia, o interessado passa por uma série de cursos de formação e treinamento e logo já passa a operar, com respaldo de prospecção da franqueadora. Se o sonho do jovem millenium era ter um negócio próprio, a capacidade administrativa e de gestão provou ser mais do que suficiente para levá-lo ainda muito longe. Limites não há para quem quer trazer algo novo sempre de novo.

 

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *