Edição de 2021 da Fórmula 1 já acumulou 3.851.951 buscas mensais!
0

O “Campeonato Mundial de Pilotos” que, em 1981, se tornou a “Campeonato Mundial da Fórmula 1”, representa, uma das principais e mais populares, modalidades de automobilismo do mundo. Ao longo das edições, a Fórmula 1 começou a ganhar espaço, não só nas categorias de corrida, mas também no digital. Em 2018, em sua 69ª edição, as buscas mensais no Google, pelo termo de pesquisa, já se totalizavam em 1.389.365, número que foi crescendo significativamente ao longo do tempo: em 2019, o volume de buscas saltou para 1.774.893, enquanto em 2020, chegou a 2.172.634. Em 2021, durante sua 72ª temporada, o termo de pesquisa “Fórmula 1” já acumulou 3.851.951 buscas mensais.

A Decode, empresa de client acquisition e consulting do grupo BTG Pactual, pesquisou a repercussão da Fórmula 1 na web e descobriu o que os internautas estão achando das últimas temporadas. Confira:

Apenas em 2021, foram publicadas 378.014 matérias sobre o assunto. No Facebook, a maioria dos usuários (60%), demonstraram amor pelas corridas, enquanto 15% reagiram de forma sarcástica, 13% demonstraram tristeza, 6% manifestaram raiva e 6% ficaram surpresos.

Max Verstappen lidera a edição com 287,5 pontos, 12 pontos à frente de Lewis Hamilton, que se encontra em segundo lugar com 275,5 pontos. Com isso, os dois pilotos acabaram sendo muito mencionados no Twitter: Hamilton acumula 89.200 menções em 62 países, enquanto Verstappen foi mencionado em 84.800 tweets em 56 países.

Neste ano, os dois automobilistas citados anteriormente também apareceram na lista dos pilotos mais buscados no Google: “Lewis Hamilton” foi buscado 165.000 vezes, “Michael Schumacher” 110.000 vezes e “Max Verstappen” 90.500 vezes. Porém, os mesmos já possuem um histórico de alto volume de buscas durante as edições anteriores da Fórmula 1:

  • 2018
  • 1° – Michael Schumacher 90.500
  • 2° – Lewis Hamilton 60.500
  • 3° – Sebastian Vetel 30.200
  • 2019
  • 1° – Lewis Hamilton 90.500
  • 2° – Michael Schumacher 74.000
  • 3° – Max Verstappen 27.100
  • 2020
  • 1° – Lewis Hamilton 135.000
  • 2° – Michael Schumacher 74.000
  • 3° – Sebastian Vetel 44.400

 

A Fórmula 1 em alguns números 

Após tantos anos de história, a Fórmula 1 acumula diversos nomes talentosos do mundo das corridas. Os maiores campeões de todos os tempos da modalidade foram: Lewis Hamilton, com 100 vitórias, Michael Schumacher, com 91 vitórias, Sebastian Vettel, com 53 vitórias, Alain Prost, com 51 vitórias, Ayrton Senna, com 41 vitórias, Fernando Alonso, com 32 vitórias, Nigel Mansell, com 31 vitórias, Jackie Stewart, com 27 vitórias e, por fim, Jim Clark e Niki Lauda, ambos com 25 vitórias.

Estrela das últimas 4 edições da Fórmula 1, Lewis Hamilton é também o piloto mais bem pago da categoria, com um salário estimado em R$168,6 milhões. Em seguida, vemos Max Verstappen, R$140,5 milhões, Fernando Alonso, R$112,4 milhões, Daniel Ricardo, R$84,3 milhões e Sebastian Vettel, R$84 milhões.

Por último, mas não menos importante, a Decode também trouxe algumas informações interessantes sobre o Autódromo do Interlagos que, inclusive, foi confirmado como sede do GP do Brasil de Fórmula 1 pelos próximos 4 anos:

  • Primeiro GP no Interlagos aconteceu em 1972
  • Já acorreram 38 GPs no local
  • Possui 4.309 km de extensão
  • A corrida ocorre em 71 voltas no total
  • O recorde de tempo é de Valtteri Bottas, em 2018, em 1:10.540s
  • Michael Schumacher é o maior vencedor da pista, com 4 vitórias acumuladas
  • Ferrari e McLaren já conquistaram 8 títulos cada em Interlagos
  • Emerson Fitipaldi, José Carlos Pace, Felipe Massa e Ayrton Senna são os únicos brasileiros a vencerem em casa

 

A edição de 2021 da Fórmula 1 contará com 23 corridas e a realização do Grande Prêmio Brasil vai acontecer em Interlagos, no dia 14 de novembro. Há seis etapas previstas a mais em relação ao calendário de 2020. A maior aposta está, agora, em Max Verstappen, mas ainda faltam alguns dias para sabermos quem será o grande campeão da temporada.

centralrbn

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar