Conecte-se conosco

Educação

Dia Nacional dos Profissionais da Educação chama atenção para importância do cuidado com a saúde mental de professores

Pandemia mudou para sempre o cenário da educação e mexeu com a saúde mental de professores

Publicado

em

Dia Nacional dos Profissionais da Educação chama atenção para importância do cuidado com a saúde mental de professores

A saúde mental de educadores já merecia atenção mesmo antes do atual cenário da pandemia de Covid-19, mas agora é visto como ainda mais essencial. Comemorado na última sexta-feira (6), o dia Nacional dos Profissionais da Educação chama a atenção para a importância do apoio psicológico para professores, especialmente nesse momento de crise sanitária.  

“De um dia para outro foi necessário pensar em novas estratégias, enfrentar a realidade das aulas remotas, aprender o uso das tecnologias, e também lidar com a frustração, em algumas realidades, de ver a impossibilidade de continuidade do seu trabalho pela carência de acesso e de tecnologia por parte dos estudantes”, explica a psicóloga e professora da UNIFACS, Leonor Guimarães.  

De acordo com levantamento do Instituto Península, realizado com 7.734 mil professores e professoras de todo o Brasil, 50% dos professores ouvidos indicaram que estão preocupados com a saúde mental. E não são apenas os desafios pedagógicos que abalam a categoria. Os efeitos colaterais da pandemia também mexem com a parte psicológica.   

No contexto pandêmico, casos de ansiedade podem aumentar e se justificam devido ao quadro de incertezas, medo a respeito do futuro ou a sensação de que as coisas estão piorando. A invasão do espaço privado também é um ponto que afeta os profissionais que passaram para as aulas remotas e online.  

“O professor fica mais suscetível porque ele acaba tendo que passar seus contatos privados, acaba sendo invadido nas suas redes sociais. Então, não apenas WhatsApp, mas outras redes sociais acabam também sendo usadas para comunicação, e isso aumenta a demanda, aumenta a solicitação, assim como o tempo de trabalho”, explica a Profa. Leonor, que também é psicopedagoga. 

Justamente por isso, o acompanhamento psicológico e projetos que envolvam a parte da psicologia são importantes. “De forma mais coletiva, a presença do psicólogo na escola com o psicólogo escolar, auxiliando as práticas educacionais, poderia auxiliar o dia a dia do professor”.  

Leonor explica ainda que a atividade do professor envolve muito mais do que simplesmente dar aula. Atividades como preparar planos e organizar avaliações fazem parte da rotina do profissional. Além dos momentos que o professor se envolve emocionalmente em questões que muitas vezes surgem por conta de sofrimentos de alunos. 

“Existem sofrimentos de diversas ordens para o professor. O psicólogo e/ou práticas que envolvam um psicólogo dentro da escola seriam mais uma ferramenta para a saúde dele. Professores são profissionais extremamente importantes na nossa sociedade”, finaliza a psicopedagoga.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *