Dia da Favela será celebrado com roda de samba, mostra de dança afro e exposição em Sussuarana

Nesta quinta-feira (4) é o Dia da Favela. O termo surgiu em 1900 em um documento oficial sobre a história da Providência, primeira favela do país. Em Salvador, a data será celebrada com uma vasta programação cultural no bairro de Nova Sussuarana, promovida pela Central Única das Favelas (CUFA) de Sussuarana.

A programação tem início às 16h, na Praça Rute Pacheco, com apresentação do DJ Branco, show da Banda Urbanidade, mostra de dança afro com o Rei e Rainha da Beleza Negra de Sussuarana, roda de samba com o grupo Capoeira Pé de Biriba e exposição “Adereços e Luxo do Axé”, do fotógrafo e ativista LGBTQIA+ Genilson Coutinho.

As atividades para celebrar o Dia da Favela também tem como objetivo fortalecer a relação da Cufa Sussuarana com a comunidade, e ao mesmo tempo proporcionar uma atividade de lazer, após um longo período sem atividades de rua, em razão da pandemia ao longo deste quase dois anos.

Durante este período, as lideranças jovens da Cufa, que integram a Cufa Brasil, continuam realizando a entrega e distribuição de cestas, vale gás, absorventes, dentre outras necessidades da comunidade, para milhares de famílias.

Para Danubia Santos, coordenadora da Cufa Sussuarana, a data é fundamental para celebrar as resistências e forças mesmo diante das dificuldades diárias. “O Dia da Favela em Sussuarana e em todo país serve para mostrar que para além das problemáticas existentes nesses territórios nós somos potência, arte e inovação”, celebra Danubia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.