0

Apesar do verão ser a estação preferida de muitas pessoas, o calor, suor, a exposição ao Sol, ao vento, banho de mar e piscina formam uma combinação que não faz bem aos fios dos cabelos, o que acaba por exigir cuidados intensivos para recuperar os cabelos após essa estação.

Os danos capilares dependem das atividades realizadas e dos cuidados que foram adotados, mas além de boas práticas em casa é fundamental avaliar a necessidade de um auxílio especializado.

7 dicas para recuperar os cabelos após o verão

Entender as características e necessidades dos seus cabelos é o primeiro passo para construir uma estratégia de recuperação mais satisfatória. Afinal, seus fios podem estar mais oleosos ou ressecados que o normal, não é mesmo?

Pensando nisso, separamos este post com 7 dicas que podem contribuir na recuperação de seus fios. Confira!

1. Adote um cronograma capilar

O cronograma capilar é uma agenda de cuidados que demanda atividades de hidratação, nutrição e restauração a partir da necessidade de seus fios. Normalmente é dividido em três fases que consistem em:

● hidratação, para melhorar a retenção de água dos fios, tornando-os mais macios e sedosos;

● nutrição, que promove a restauração da barreira de oleosidade que protege os fios;

● restauração, que é indicada para fios severamente danificados, contribuindo da elasticidade dos fios, incluindo, por exemplo, a cauterização.

A definição de qual a agenda e frequência seguir, em cada uma dessas fases, vai depender da avaliação detalhada dos danos causados nos fios durante o verão.

2. Faça uma limpeza profunda

Uma opção de cuidado para iniciar a reparação dos fios após danos mais severos inclui uma limpeza profunda com xampu anti-resíduos.

Ele contribui na eliminação de restos de produtos que podem ter se acumulado nos fios, como protetor capilar, leave-in, hidratantes e também químicos, ajudando ainda na redução da oleosidade excessiva.

3. Faça uma hidratação profunda

Caso seus cabelos estejam realmente danificados, opte por uma hidratação profunda.

A hidratação profunda ajuda a manter o fio mais sedoso, solto e resistente.

No entanto, é importante lembrar que a máscara não repõe queratina ou nutrientes.

Ela  contribui para fechar as fibras capilares, melhorando a retenção de água. 

Com isso obtém-se um efeito estético bom, com fios mais macios, com menos frizz e porosidade.

4. Faça uma umectação

A umectação consiste em um tratamento capilar com óleos vegetais, visando à reposição da camada de oleosidade que protege os fios.

Engana-se quem pensa que toda a oleosidade dos cabelos é ruim. Na verdade ela protege os fios de agressões externas, como poluição, calor e areia, por exemplo.

Na umectação você aplica o óleo vegetal de sua preferência – como coco, amêndoa, girassol e outros – e aguarda cerca de 20 minutos para remover com xampu, fazendo a higienização e finalização normal.

Outra forma de restabelecer os óleos capilares é por meio da adoção de um produto específico para finalização do penteado.

5. Corte as pontas

Os danos causados aos fios durante o verão intensificam a presença das pontas duplas, que podem favorecer a quebra e divisão dos fios, além de resultar em uma aparência indesejada.

Dessa forma, uma forma de amenizar os danos do verão é recorrer a um corte de cabelo ao final dessa estação, nem que seja para retirada apenas das pontas duplas.

6. Reduza o uso de aparelhos térmicos

Durante o processo de recuperação do cabelo é importante reduzir as práticas que podem prejudicar ainda mais a saúde e aparência dos fios, como o uso de aparelhos térmicos (secador, chapinha e babyliss).

Após as altas temperaturas do verão e exposição ao sol, os cabelos precisam de descanso do calor para recuperação, de forma que o uso desses produtos pode retardar essa melhora.

Caso precise muito usar algum desses aparelhos lembre-se de aplicar um protetor térmico antes e também manter o secador a uma distância segura.

7. Procure um especialista

Se mesmo após o verão você notar uma demora maior na recuperação de seus fios, é possível que eles ainda estejam com problemas.

Quanto a isso, é possível que alguma patologia capilar tenha se instalado e precise ser investigada por um especialista para definição do tratamento mais adequado.

Pessoas com tendência à dermatite seborreica podem ter o quadro agravado após o verão se o couro cabeludo ficou muito abafado e com excesso de oleosidade em decorrência do suor, por exemplo.

A queda de cabelo, por sua vez, pode ser resultado de uma deficiência nutricional, hormonal ou mesmo estresse.

Apenas um médico especialista em cabelos poderá fazer um diagnóstico correto e dessa forma definir qual o tratamento mais apropriado para recuperação da saúde e beleza dos fios.

centralrbn

Câmara aprova MP que facilita compra de vacinas contra covid-19

Artigo anterior

Repartições municipais têm funcionamento alterado a partir desta terça-feira (23)

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Beleza