Cresce ocupação de leitos de UTI na capital paulista

[ad_1]

Em um mês, o número de pacientes ocupando leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) na cidade de São Paulo cresceu quase 600%, passando de 52 internados – registrados no dia 24 de dezembro do ano passado – para 363 ontem (24). O dado consta do boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo diariamente.Cresce ocupação de leitos de UTI na capital paulistaCresce ocupação de leitos de UTI na capital paulista

Na semana passada, o número de pacientes em estado grave era 325, o que significa que, em uma semana, o crescimento na ocupação de leitos de UTI foi de 11%.

Já a taxa de ocupação de leitos de UTI passou de 19%, registrado no dia 24 de dezembro, para 72% ontem. A prefeitura tem aumentado o número de leitos para atendimento de pacientes com a covid-19. Desde dezembro, a cidade vem observando crescimento de casos e de internações por covid-19. Isso, segundo especialistas, se deve à chegada da Ômicron, a variante mais transmissível do novo coronavírus.

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, disse hoje que a administração municipal vem se empenhando na criação de novos leitos para o tratamento da covid-19. “Em dez dias, saímos de 40 leitos de UTI para 350. E estamos ampliando mais o número de leitos. Hoje estamos ampliando mais 82 leitos de UTI e passamos a ter 556 leitos de UTI. E ampliamos 50 leitos de enfermaria e passamos para 685 leitos de enfermaria. E vamos atingir a marca de 1.241 leitos entre enfermaria e UTI exclusivamente para covid-19”, disse. 

Enfermaria

O número de pacientes em enfermarias também cresceu nesse período, passando de 126 internados no dia 24 de dezembro para 458 ontem. Na semana passada, haviam 378 pacientes internados em enfermarias.

[ad_2]

Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.