Conecte-se conosco

Negócios

Como impedir o fim do plano de benefícios da sua empresa

Publicado

em

Láiza Maciel, Analista de Novos Negócios do Consignet

O que esperar da área de recursos humanos e departamento pessoal da sua empresa? Entre os principais objetivos desses setores, está o de trazer bem-estar para os colaboradores, mas quem cuida do bem-estar das pessoas envolvidas nessa missão?

O sentimento de bem-estar deve acompanhnar todos os momentos da vida profissional, seja no momento da contratação, das conciliações de interesse do colaborador e da empresa, no clima organizacional, nos melhores pares de trabalho, na parte burocrática, no fechamento do ponto, da folha de pagamento ou até nas férias.

O momento atípico que vivemos em meio à pandemia causada pelo Covid-19 foi responsável por quebrar diversos paradigmas, e a relação entre empresa e colaboradores foi um deles. Com a chegada da pandemia, ficou claro que essa relação afeta, inclusive, a produtividade dos colaboradores, conforme aponta estudo da Citrix (especializada em soluções de trabalho digital).

Por isso decidi falar sobre a rotina desse pessoal. Durante a pandemia, esses setores passaram por várias mudanças, entre elas a contratação para a modalidade home office e a aderência de várias MPs (medidas provisórias), para garantir o emprego de todos.

Existe um movimento que busca trazer benefícios estratégicos para os colaboradores, porém com a realidade das pessoas mudando, entende-se que a forma como passaram a consumir os benefícios ofertados e suas prioridades  também mudaram. Uma corrida para encaixar o que fica melhor para cada colaborador, ou tentar ajudá-lo da melhor maneira possível.

Até aí a maré é positiva, mas quando paramos para analisar como os benefícios chegam até o colaborador, nos deparamos com um processo chamado administração de benefícios. Atualmente a maioria das empresas possuí um processo manual, ou semi-automatizado, que acaba não otimizando a rotina de quem trabalha diretamente com esse processo.

O excesso de retrabalho, conferências e uso de planilhas acaba desencorajando a equipe, e até mesmo a própria empresa, a oferecer uma variedade de benefícios, já que exige muita mão de obra. O sentimento que fica é de muito trabalho e pouco resultado.

O que muitas pessoas não sabem é que existe um sistema, totalmente gratuito, que além de otimizar a rotina de quem trabalha com benefícios consignados promove o bem-estar financeiro dos colaboradores. Ou seja, você que é do RH ou DP pode impedir seu gestor de congelar o plano de benefícios e ainda mostrar como o seu setor pode ser muito mais estratégico.

A administração manual ou mal estruturada é responsável por um processo ineficiente e demorado. O tempo gasto nesses processos poderia ser direcionado para outras atividades do departamento. Você já se perguntou o que poderia fazer com o tempo desperdiçado com a gestão manual de benefícios? Como isso poderia se tornar um processo rápido e fácil para a empresa?

Por meio do uso de uma solução eficiente, fácil e que colabore com o processo de fechamento da folha, seja para empresas de pequeno, médio ou grande porte, o único processo a ser realizado é a alimentação de informações por meio de exportações e importações de arquivos.

O sistema proprietário para gestão de benefícios do Consignet é integrado ao sistema de folha e às instituições que oferecem benefícios e estajam conveniadas à sua empresa e permite a execução dessa trabalhosa tarefa em apenas 4 passos:

1- Após a data corte limite, as instituições conveniadas a vocês irão importar na plataforma Consignet um arquivo contendo todos os novos contratos e a quitação dos existentes.

2- Após essa data corte, o responsável pela gestão de benefícios da sua empresa exportará um único arquivo do Consignet, contento todas as informações de quaisquer benefícios com descontos, e importará esse mesmo arquivo no seu sistema de folha, sendo responsável pelos lançamentos dos descontos na folha de pagamento.

3- O cálculo da folha será realizado pelo sistema de folha de pagamento.

4- Após a data de fechamento da folha estabelecida pela sua empresa, o gestor de benefícios terá que exportar um arquivo de seu sistema de folha e importar no Consignet. Esse processo é responsável por atualizar as margens dos colaboradores, realizar o cadastro de novos funcionários, atualizar a situação funcional dos demais já existentes e apontar os descontos realizados ou não no fechamento.

E pronto! As informações que foram alimentadas no Consignet servirão para os bancos baixarem o relatório de consignação mensal, e realizarem o processo de baixas de parcelas e conciliações do mês.

Viu como é fácil? Um processo que muitas vezes demoraria dias para ser realizado e que agora pode ser realizado em apenas 40 minutos é uma vedadeira mão na roda para qualquer profissional de RH!

Láiza é formada em Jornalismo, apaixonada por comunicação, tecnologia, inteligência comercial e fascinada por vendas complexas. Atua ajudando empresas a eliminarem os desafios que envolvem a gestão dos benefícios consignados, promovendo bem-estar financeiro aos seus colaboradores.

E-mail: laiza.maciel@consignet.com.br

Linkedin: https://www.linkedin.com/in/l%C3%A1iza-maciel-341923145/

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda PODCAST RBN

TENDÊNCIA