Conecte-se conosco

Notícias

Com a alta desigualdade social no Brasil, INSS é essencial

Seguro se tornou ainda mais relevante diante da pandemia para milhões de pessoas que pagam a contribuição

Publicado

em

Com a alta desigualdade social no Brasil, INSS é essencial

A desigualdade social no Brasil, com a pandemia, deve impactar milhões de pessoas. Segundo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), as consequências devem ser piores para as nações com maior diferença de renda entre os seus habitantes, como é o caso do Brasil. Assim, o auxílio de seguros como os do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) se torna ainda mais relevante no país. Os benefícios podem assegurar uma vida digna para aqueles que estão diante da miserabilidade.

Para a advogada Isabela Brisola, essa realidade reflete a situação de milhões de pessoas, com o INSS assegurando ainda benefícios diversos. “A Previdência tem por fim assegurar os direitos dos beneficiários quando se encontrarem desempregados, doentes, preencherem os requisitos para sua aposentadoria, ou para os dependentes em caso de prisão e pensão por morte”, aponta.

A Previdência também tem cunho social e visa trazer proteção com o objetivo de amparar as pessoas necessitadas. “Aquela pessoa considerada miserável pela legislação estará protegida por meio do benefício de Loas, a Lei Orgânica da Assistência Social, no valor de um salário mínimo”, complementa, ao indicar esse benefício como o mais importante. “Ele faz uma diferença enorme na vida de uma família brasileira por ser concedido a grupos considerados humildes. Trata-se de um benefício que literalmente pode mudar a vida de uma pessoa.”

Confira dicas para a revisão da situação previdenciária

Com a chegada do fim do ano, o momento também é ideal para as pessoas revisarem sua situação previdenciária. Veja dicas da advogada:

– Busque um especialista para fazer um planejamento previdenciário: se a pessoa que contribui para o INSS tem dúvida sobre quando irá se aposentar, é importante procurar um profissional da área para realizar um planejamento previdenciário e verificar qual a melhor opção.

– Verifique a possibilidade de contribuir por mais um período: ainda que a pessoa já tenha direito a se aposentar e esteja ciente disso, é muito interessante verificar se contribuir por um curto período a mais não lhe daria melhores vantagens financeiras.

Vale a pena ainda se informar sobre os tipos de revisão existentes, aconselha Isabela. “Procure alguém da área para se inteirar sobre o seu direito, pois a análise é feita caso a caso”, finaliza.

 

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *