Cantora e compositora Ina Magdala se inspira no período renascentista em novo single, "Chiaroscuro"
0

A cantora e compositora Ina Magdala, uma das principais revelações da nova MPB, começou o ano de 2022 cheia de novidades! Após ser confirmada como artista residente e curadora musical do bar Rabo di Galo, localizado no novíssimo Rosewood São Paulo, a cantora lança nesta sexta-feira (21) “Chiaroscuro”, seu quarto single pelo selo Alma Music. O videoclipe, que acompanha o lançamento da canção, também já está disponível.

Assim como nos lançamentos anteriores, Ina utiliza a arte na canção. A palavra “Chiaroscuro” vem do italiano, significa “luz e sombra” e é uma técnica de pintura instituída no período renascentista do século XV. A artista usa a expressão em sua composição para falar sobre a dualidade de sentimentos e dos contrastes que as emoções causam no íntimo do ser.

“‘Chiaroscuro’ é uma técnica que lida exatamente com contrastes marcantes entre sombra e luz, dois pontos extremos de um mesmo espectro. Usei então essa ideia como o motivo principal para expressar a dualidade desse sentimento, que também está presente em outras partes da música como ‘quadro pintado ao avesso’ e ‘terreno-aéreo arremesso”’, revela a cantora.

Ina compôs a letra, melodia e harmonia básica no piano de sua casa. Após ter o esboço da canção, a artista levou o material para o estúdio da Alma Music, onde desenvolveu o restante das camadas sonoras. “A participação de músicos incríveis como o Alex Oliveira na guitarra, Junior Galante no trompete e Dedê Silva na bateria adicionou beleza e maestria para a faixa que agora tenho a felicidade em compartilhar com o mundo”, conta a artista.

Nas palavras de Ina, a canção é sobre “o comício do começo de recomeçar”. “‘Chiaroscuro’ é sobre esse debate interno que acontece quando nos deparamos com um novo sentimento em relação a outro alguém”, diz.

“Na minha perspectiva, esse conflito, o Chiaroscuro dos sentimentos, só se resolve quando percebemos que ‘certeza é não ter’, e que apenas através das experiências e da convivência vamos descobrindo a vida compartilhada”, completa a cantora.

O videoclipe da canção, dirigido por Dauto Galli, foi gravado no Jockey Club de São Paulo. Para este lançamento, Ina e Dauto – seu grande parceiro criativo –  optaram pela estética ser totalmente em preto e branco.

“O nome e a energia da música fizeram ser incontestáveis as ideias de gravar em preto e branco e ter conceitos baseados em contrastes”, diz a compositora. Para Ina, todo profissional que participou trouxe a expertise e criatividade para o universo de “Chiaroscuro”.

E, por ter sido gravado no Jockey Club, a cantora teve a honra de ter a participação dos cavalos na produção. “Além do carinho que tenho por esses animais, cavalos são pra mim um símbolo de movimento, liberdade e força. Todas essas características necessárias para ir em direção à coragem de acreditar sem a garantia da certeza, uma das principais mensagens de ‘Chiaroscuro’”, relata.

Ina fará as primeiras apresentações do single no novíssimo Hotel Rosewood São Paulo, onde faz residência artística, neste fim de semana. A artista se apresenta das 21h às 00h, no bar Rabo Di Galo, nos dias 20, 21 e 22 de janeiro. “Quem estiver presente vai poder escutar essa música ao vivo pela primeira vez”, finaliza.

O primeiro lançamento do ano vem logo atrás de “Meu Lar Tupiniquim”, single lançado em dezembro, que ultrapassou os 500 mil plays nas plataformas digitais já na segunda semana de janeiro. A faixa foi escrita durante o período em que a artista morava em Portugal e apresenta influências do samba, bossa nova e funk/soul americano, conceito desenvolvido por Ina em parceria com seu empresário e produtor musical Antonio Eudi, da Alma Music.

Sobre Ina Magdala:

Além de sua própria expressão, Ina Magdala procura através de suas composições transmitir mensagens que construam pontes e que impactem de maneira positiva o subconsciente e consciente de seu público.

Cantores que cantam com a alma são grandes inspirações para Ina, como por exemplo: Janis Joplin, Billie Holliday, Dinah Washington, James Brown, Elis Regina, Clara Nunes, Cazuza, Rita Lee, Cartola, Ella Fitzgerald, Nina Simone, Etta James, Chet Baker, Vinicius de Moraes, Tom Jobim, Beth Carvalho, entre muitíssimos outros!

A artista, que escreve poesias desde a infância e iniciou no piano aos 7 anos de idade, acredita no poder da arte como instrumento de transformação individual e coletiva. Ina passou o último ano em Portugal gravando suas primeiras faixas autorais em inglês que unem estilos como Jazz, Blues e Rock. Também gravou seu primeiro projeto de videopoesia “Chakras: Sonnets of Unity”, em que escreveu um soneto para cada chakra e realizou performances sobre os poemas, compondo seu primeiro livro audiovisual.

Em sua volta para o Brasil em 2021, a cantora assina com a Alma Music Group, onde passa a também a produzir canções em português. Seu primeiro single, “Gotta Get You”, lançado em agosto, já ultrapassou os 173 mil plays apenas no Spotify e o videoclipe está chegando nos 500 mil views apenas no YouTube. Na esteira deste single veio “Ode to Mama”, uma MPB com pitadas de jazz lançada em outubro, cujo clipe já ultrapassou as 300 mil visualizações. “Meu Lar Tupiniquim”, lançado em dezembro, já acumula mais de  400 mil visualizações no YouTube.

CONFIRA A LETRA DE “CHIAROSCURO”:

Escrita por Ina Magdala

[Verso 1]

Se eu presentisse o chegar da tua aurora,

Mandaria embora,

Toda escuridão que se aloja dentro em mim.

[Verso 2]

E por fim, lindo princípio o precipício da entrega,

Só o tolo nega,

O comício do começo de recomeçar.

[Refrao – 2x]

Você me deixa assim, chiaroscuro

Compondo quadro em mim,

Pintado ao avesso,

Terreno aéreo arremesso.

[Bridge]

Quantos anos blues já precisei viver,

Em quantos anos luz já precisei nascer,

Pra ter a certeza,

Que certeza é não ter.

Redes Sociais e Streaming Ina Magdala:

Instagram

YouTube

TikTok

Spotify

centralrbn

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar