Cantora e compositora Ina Magdala abraça sua brasilidade em novo single, "Meu Lar Tupiniquim"

A cantora e compositora Ina Magdala, uma das apostas da Alma Music Group, lança nesta sexta-feira o seu mais novo single, “Meu Lar Tupiniquim” em todas as plataformas digitais. A faixa, primeiro lançamento da artista cantando em português, chega acompanhada de um videoclipe gravado na casa/estúdio do arquiteto e artista plástico Hélio Pellegrino (no Rio de Janeiro), e dirigido por Dauto Galli (que também foi responsável pelos clipes dos trabalhos anteriores da cantora: “Gotta Get You” e “Ode To Mama”). A artista contou com a parceria do maquiador e fotógrafo Fernando Torquatto e sua equipe para exaltar no clipe a magia da diversidade através da arte de suas maquiagens.

Ouça “Meu Lar Tupiniquim” em todas as plataformas digitais

“Meu Lar Tupiniquim” foi escrita por Ina durante os anos em que ela morou em Portugal. Já no Brasil, a faixa ganhou influências do samba, bossa nova e funk/soul americano, conceito desenvolvido por Ina em parceria com seu empresário e produtor musical Antonio Eudi. “Esta música é o resultado de saudade acumulada e de admiração genuína. É uma canção que expressa o que senti todos os anos que passei longe do Brasil; apesar de todas as belezas do outro lado, o colorido é menos vivo depois que se atravessa o mar”, conta a cantora. “Nessa composição, eu busco exaltar o que considero alguns de nossos bens coletivos mais valiosos, como a água, a terra, a fauna e a flora. E na busca de honrar o que é genuinamente representativo das nossas raízes, foi inevitável mencionar a grandiosidade das culturas indígenas. ‘Tupiniquim’ virou sinônimo de nacional/genuinamente brasileiro na língua corrente e escolhi usar esse termo não só para instigar esse sentimento, mas também para voltar a atenção para essa tribo que foi a primeira a se deparar com os portugueses em 1500 e que resiste até hoje no município de Aracruz, ES”, completa.

Para o videoclipe da faixa, a artista escolheu a casa/estúdio do arquiteto e artista plástico Hélio Pellegrino, que fica no Rio de Janeiro, como locação. Além disso, contou com a expertise do maquiador e fotógrafo Fernando Torquatto e sua equipe na beleza de Ina e das dançarinas do clipe.  “A brasilidade da música fez inevitável o desejo de gravar no Rio de Janeiro!”, aponta Ina. “Assim como em ‘Gotta Get You’ e ‘Ode to Mama’, desenvolvi o conceito do clipe juntamente com o diretor Dauto Galli, e optamos por uma estética mais minimalista para ‘Meu Lar Tupiniquim’, buscando ressaltar a natureza que carregamos dentro de nós. Para isso, convidamos dançarinas maravilhosas que trouxeram através de movimentos únicos a beleza do divino feminino brasileiro”.

Sobre as expectativas para o lançamento deste trabalho tão especial, a artista ressalta: “O que sempre espero através das minhas músicas é me conectar com outros seres humanos através de sons e mensagens que ressoam em nossas almas. ‘Meu Lar Tupiniquim’ é o meu primeiro lançamento em português, e fico muito feliz que seja um trabalho que tem em sua essência a procura por exaltar as nossas raízes. Espero que as pessoas recebam essa música com o sentimento de unidade; é uma canção sobre o meu, o seu, o nosso lar tupiniquim. Sobre nossa honra em pertencer e nosso dever de cuidar”, finaliza.

Carreira: Além de sua própria expressão, Ina Magdala procura através de suas composições transmitir mensagens que construam pontes e que impactem de maneira positiva o subconsciente e consciente de seu público.

Cantores que cantam com a alma são grandes inspirações para Ina, como por exemplo: Janis Joplin, Billie Holliday, Dinah Washington, James Brown, Elis Regina, Clara Nunes, Cazuza, Rita Lee, Cartola, Ella Fitzgerald, Nina Simone, Etta James, Chet Baker, Vinicius de Moraes, Tom Jobim, Beth Carvalho, entre muitíssimos outros!

A artista, que escreve poesias desde a infância e iniciou no piano aos 7 anos de idade, acredita no poder da arte como instrumento de transformação individual e coletiva. Ina passou o último ano em Portugal gravando suas primeiras faixas autorais em inglês que unem estilos como Jazz, Blues e Rock. Também gravou seu primeiro projeto de videopoesia “Chakras: Sonnets of Unity”, em que escreveu um soneto para cada chakra e realizou performances sobre os poemas, compondo seu primeiro livro audiovisual.

Em sua volta para o Brasil em 2021, a cantora assina com a Alma Music Group, onde passa a também a produzir canções em português. Seu primeiro single, “Gotta Get You”, lançado em agosto, já ultrapassou os 173 mil plays apenas no Spotify e o videoclipe está chegando nos 500 mil views apenas no YouTube. Na esteira deste single veio “Ode to Mama”, uma MPB com pitadas de jazz lançada em outubro, cujo clipe já ultrapassou as 270 mil visualizações.

 

CONFIRA A LETRA DE “MEU PAÍS TUPINIQUIM”:

Música de Ina Magdala e Antonio Eudi

Você me pediu para honrar

De onde venho, o meu lugar

Escrevi essa canção

Cantei verso simples mais sincero

Porque tudo que eu mais quero

É expressar a gratidão

Pela água que corre

Rio, lago e mar

Condensa e corrói a saudade de lá

Pela minha terra que hoje chora e queima

Na linha de frente do combate à tira teima

Meu lar, meu lar é tupiniquim

Passarinho tamanduá

É que no mato esconde e que voa pelo ar

É que no mato esconde e que voa pelo ar

Oh meu bem eu não posso negar

O colorido do lado de cá

É menos vivo depois que atravessa o mar

Redes Sociais Ina Magdala:

Instagram

YouTube

TikTok