Conecte-se conosco

BA

CadÚnico Itinerante amplia atendimento para pessoas em situação de rua

Publicado

em

CadÚnico Itinerante amplia atendimento para pessoas em situação de rua

Com quase três meses de funcionamento, o CadÚnico Itinerante atinge a marca de 5 mil atendimentos e ampliou, nesta segunda-feira (9), o benefício para pessoas em situação de rua. A ação foi realizada para 200 pessoas na sede do Movimento de População em Situação de Rua, no Pelourinho, e foi acompanhada pela vice-prefeita e secretária de Governo (Segov), Ana Paula Matos.

Na edição de hoje, além das inclusões e atualizações cadastrais dos benefícios sociais, também foram oferecidos assessoria jurídica, atendimento do Serviço Municipal de Intermediação de Mão de Obra (Simm), cadastramento e recadastramento do cartão do SUS, abordagem social, serviços do INSS e o programa Primeiro Passo para mães de crianças de zero a cinco anos.

Para o secretário da Sempre, Kiki Bispo, a ampliação do CadÚnico Itinerante visa atender ainda mais a população soteropolitana em situação de vulnerabilidade. “Estes cidadãos estarão cada vez mais acolhidos. A meta é, até o final do ano, aumentar o número de atendimentos, devido à crescente demanda”, declarou, ressaltando que todos os protocolos sanitários são adotados nas edições.

Há mais de um ano desempregada, Bárbara Carolina Souza não escondeu a felicidade em sair de lá com a carta de emprego. “Saio daqui muito feliz em ter a possibilidade de voltar a trabalhar com o que gosto, que é atendimento ao público. Agradeço primeiramente a Deus, depois à Sempre e ao Simm, até porque passei por um período muito difícil, onde sequer tiver direito a auxílio emergencial. A secretaria me dará, inclusive, auxílio jurídico neste quesito.”

Já Resivaldo dos Santos fez o cadastro para retornar a um abrigo. Segundo ele, dessa vez, terá resignação para ficar os três meses. “Quero sair de lá com meu Auxílio Aluguel e ir para minha casa, porque a rua está demais e eu espero ter uma vida melhor”, confidenciou seu atual sonho.

Para Cláudio Santos Pacheco, o sentimento é de gratidão. Ele, que já passou por uma Unidade de Acolhimento Institucional (UAI) e saiu de lá com Auxílio Aluguel, recebe Bolsa Família e, hoje, foi fazer o recadastramento. “Tenho minha casa, tenho endereço, uma vida nova e sou muito grato por tudo que recebi desde que passei pelo abrigo”, agradeceu.

Fotos: Vitor Santos/Sempre

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *