Conecte-se conosco

Lançamento

Afilhado de Alceu Valença, Charles Theone lança música e ClipeDOC em homenagem ao nordeste

Publicado

em

Ex-integrante do Maracatu Nação Pernambuco, Charles apresenta composição ‘Forró Colorido’, em parceria com o artista baiano Ed Ribeiro.

A região nordeste do país vai ganhar mais cor e ritmo com o lançamento do single ‘Forró Colorido’, composição do cantor e compositor pernambucano, Charles Theone, em parceria com o Pintor dos Orixás, o baiano Ed Ribeiro.

A canção que exalta a cultura nordestina, com direito a mistura de forró, xaxado e baião, estará disponível a partir do próximo dia 1º de julho, nas principais plataformas digitais (Spotify, Deezer, Amazon, ITunes e YouTube).

Inspirado em artistas nordestinos como Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Jackson do Pandeiro, João do Vale, Gilberto Gil e o seu padrinho musical, o cantor e compositor Alceu Valença, a obra conta com a harmonia do acordeom, baixo, violão e viola de aço, além de percussão inconfundível com o sotaque da zabumba, triângulo e agogô.

Transcendendo o imaginário sonoro, a inspiração para nova canção foi possível graças à união de dois poetas que enxergam o nordeste multicolorido dentre suas facetas geográfica, poética e social. A poesia e a musicalidade de Charles Theone e o imaginário de cores do artista Ed Ribeiro.

Dançante, envolvente e ritmada, o intérprete pernambucano destaca que a composição do ‘Forró Colorido’ buscou contemplar as riquezas da cultura nordestina. “A canção apresenta as belezas naturais, a luta, a coragem, a fé e a devoção do nosso povo, a cantoria e o romantismo dos poetas, além do ritmo de um sol pulsante no relógio do tempo da caatinga”, conta Charles.

Recebida como um presente, Charles Theone revela que a letra do single veio durante a madrugada, com melodia pronta e letra preparada. “Nesse momento lembrei de Luiz Gonzada e pensei em ligar para Ed Ribeiro querendo que ele pintasse um quadro do Rei do baião com a linguagem dele. Daí veio o nome Forró Colorido. Nessa conversa começamos a evoluir nas ideias da música e de sua poesia”, frisa.

Com coautoria de Ed Ribeiro, o pintor e compositor da obra de arte musicada, considera ‘Forró Colorido’ uma música em forma de oração. “Como Pintor dos Orixás, procuro sempre postar os Orixás do dia com suas orações. A ideia foi compor uma primeira música genuína, com as boas energias do axé e em ritmo de forró”, destaca Ed.

Além do single, no dia 1º será lançado simultaneamente o ClipeDOC, disponível no YouTubeA criação dessa nova estética de áudio visual é registrar em um vídeo clipe documentário, a simplicidade e toda a originalidade do povo nordestino. Para Charles, trata-se de um caldeirão de cores e sabores tropicais que o inspiram a cantar suas raízes e transmitir para o mundo suas influências.

SOBRE OS ARTISTAS

Nascido em Inajá-PE, sertão do Moxotó, Charles iniciou sua trajetória artística desde muito cedo, com a convivência entre os vaqueiros, aboiadores, bandas de pife, festejos de novenas e dos Santos Padroeiros. Aos 13 anos começou a cantar na Banda da Cidade, Clave de Sol.

Com longa trajetória artística, o cantor passou pelo grupo Maracatudo Nação Camaleão em Olinda, onde ganhou destaque, sendo então convidado para assumir a voz principal do Maracatu Nação Pernambuco.

Durante os dez anos que passou à frente do Maracatu Nação Pernambuco, Charles fez turnê pela Europa, passando por mais de 88 cidades percorridas no velho continente. Já em carreira solo, o cantor recebeu prêmio no Festival New Orleans, sendo destaque na capa principal do Jornal Americano New York.

Foi por meio dessas viagens que o compositor conheceu o pintor baiano Ed Ribeiro, que será homenageado nos carnavais de Belo Horizonte e São Paulo em 2022. O artista que é natural do interior da Bahia, da cidade de Catu, a 80 Km de Salvador, é conhecido por sua técnica intitulada “Derramamento de tinta”, que é especulada como uma das grandes inovações do mundo da arte, sendo citado por estudiosos como o terceiro inovador entre os séculos 19 e 21 no mundo da arte, estando entre grandes nomes da arte.

Criador de obras com destaques internacionais, o artista plástico e seu ateliê recebem visitantes baianos, brasileiros e estrangeiros, como estadunidenses e suíços. As peças que estão em seu “santuário” consistem em materiais descartados transformados e renascidos em obras de arte, como árvores queimadas, além da exposição de suas reconhecidas telas e do Jeep de Pedra.

FICHA TÉCNICA DA MÚSICA

Nome – Forró Colorido

Composição – Charles Theone e Ed Ribeiro

Produção Musical – Charles Theone e Pablo Sousa

Acordeom – Cezzinha

Zambumba – Quartinha

Bateria – Rogério Rato

Violão e Viola de Aço – Pablo Sousa

Baixo – Robson Sousa.

FICHA TÉCNICA DO CLIPEDOC

Direção, arte e fotografia – Max Lavay

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda PODCAST RBN

TENDÊNCIA