59% das brasileiras perceberam um aumento nos problemas de saúde mental recentemente, diz estudo
0

Criado em 2014, o janeiro branco tem como objetivo chamar a atenção da sociedade para assuntos relacionados à saúde mental e emocional das pessoas e conscientizar que, assim como o corpo, a mente também deve ser cuidada. De suma importância, durante este mês, são feitas inúmeras campanhas de conscientização em todo o país.

E conforme constatou o Trocando Fraldas em seu mais recente estudo, 59% das brasileiras vêm percebendo um aumento nos problemas de saúde mental em seu entorno. Principalmente as mulheres dos 40 anos ou mais, com pelo menos 69% das participantes. Já entre as mais jovens, dos 18 aos 24 anos, 43% não percebem essa diferença.

Roraima é o estado em que mais mulheres tiveram esta percepção, com 75% das participantes. Em Minas Gerais e no Distrito Federal, pelo menos 63% das entrevistadas têm este conhecimento. Já no Rio de Janeiro e no Paraná, o percentual é de 61%. E o estado com o menor percentual de participantes que percebem este crescimento de problemas de saúde mental é o Amapá, com 47% da população.

Esta diferença é percebida justamente pelos altos percentuais de pessoas com algum problema de saúde mental, como depressão, ansiedade, estresse contínuo e outros. E por isso, 44% das entrevistadas tem algum parente ou amigo com problemas de saúde mental. Sobretudo as mulheres dos 50 anos ou mais, com 66% delas.

Os dados por estado demonstram que Minas Gerais é o estado em que mais mulheres conhecem alguém com algum problema, 52% delas. No Rio de Janeiro e em Santa Catarina, pelo menos 45% têm contato com parentes ou amigos que apresentam algum problema de saúde mental; e em São Paulo, 44%. Já o Acre é o estado com o menor percentual, com 32% das entrevistadas.




centralrbn

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar