Conecte-se conosco

Notícias

16 de maio é Dia do Celíaco – Gaya Food reúne empresas zero glúten, açúcar e lactose para atender consumidores com restrições alimentares

Publicado

em

Aplicativo concentra restaurantes, produtores, indústrias e lojas para levar praticidade e conectar pessoas que desejam ter mais qualidade de vida através de uma alimentação saudável

Dia 16 de maio é o Dia Mundial de Conscientização sobre a Doença Celíaca. Quero sugerir uma matéria com nutricionistas, médicos, celíacos e empresas que produzem alimentos zero glúten para alertar sobre sintomas dessa doença autoimune causada pela intolerância ao glúten encontrado no trigo, aveia, cevada e centeio – e em seus derivados, como massas, pizzas, bolos, pães, biscoitos e doces – que dificulta o organismo  de absorver os nutrientes dos alimentos, vitaminas, sais minerais e água.

Cada vez mais presente na vida dos brasileiros, a intolerância alimentar ou  dificuldade de digerir determinados itens presentes nos alimentos, é hoje um sério problema de saúde. Entre essas composições, o glúten é um dos principais. Cerca de 10% da população mundial sofre dessa doença. Só no Brasil existem mais de 2 milhões celíacos, sendo que muitas pessoas sequer têm consciência de que possuem a doença.

Os sintomas, em geral, aparecem entre seis meses e dois anos e meio de vida. No entanto, portadores da doença podem manifestar seus sintomas na fase adulta. Entre os sintomas, os mais comuns são diarreia ou prisão de ventre crônica; dor e  inchaço  abdominal;  falta de apetite;  baixa absorção de nutrientes; osteoporose; anemia; perda de peso e desnutrição.

O diagnóstico é feito por exame clínico com médico especialista e o principal tratamento é a dieta com total ausência de glúten, pois, quando a proteína é excluída da alimentação os sintomas desaparecem.

Além de conviver com as restrições impostas pelos novos hábitos alimentares, os celíacos têm dificuldade de encontrar alimentos processados sem glúten, preparados em cozinhas onde não ocorre a contaminação cruzada.

Para atender principalmente esse público surgiu o Gaya Food, primeiro aplicativo de delivery que reúne marcas, restaurante e varejistas que produzem e vendem produtos sem glúten, açúcar e lactose, veganos e orgânicos com foco tanto nas pessoas com restrições alimentares quanto, nos consumidores que praticam atividades físicas, fazem dietas e buscam uma alimentação mais natural e saudável.

Além do delivery de alimentos e bebidas, o Gaya Food também funciona como um portal com informações, profissionais, eventos e ações voltadas às pessoas que buscam uma alimentação diferenciada, capaz de proporcionar mais saúde e qualidade de vida.

O aplicativo já está funcionando em São Paulo e, em breve, chegará ao Rio. Ele foi criado por jovens executivos que consumiam esses produtos e sentiam que não havia nenhum serviço específico para atender esses públicos.

Segue abaixo release com mais detalhes sobre o Gaya Food e, caso tenha interesse em fazer entrevistas com médicos, nutricionistas, celíacos e empresas que produzem esses alimentos, temos as fontes. Se quiser mais informações, estou à disposição no 11 999164-2212.

Gaya Food reúne empresas zero glúten, açúcar e lactose, orgânicas e veganas para atender consumidores que buscam uma alimentação mais saudável

Aplicativo concentra restaurantes, produtores, indústrias e lojas especializadas para levar praticidade a quem tem restrições alimentares e conectar pessoas que desejam ter mais qualidade de vida através de uma dieta balanceada

O isolamento social transformou o comportamento de consumo dos brasileiros. Nesse último ano, o comércio eletrônico ganhou mais espaço e os Apps de entrega em domicílio conquistaram o mercado. Segundo pesquisa realizada pela Kantar, 68% dos brasileiros entrevistados estão satisfeitos com os apps de entregas no quesito velocidade, 63% na facilidade de uso, 64% na qualidade dos produtos e 77% na facilidade de pagamento.

Além dessa mudança na forma de consumo, há novos hábitos que foram adquiridos durante a quarentena e que serão preservados pelos brasileiros no pós-pandemia como a intenção de comer de forma mais saudável citada por 54% dos entrevistados.

Segundo dados do Euromonitor, o Brasil ocupa hoje, a quarta colocação mundial no ranking de vendas de alimentos e bebidas saudáveis, um mercado que movimenta US$ 35 bilhões e vem registrando crescimento médio de 12,3% ao ano. Por aqui, 22% da população opta por comprar alimentos naturais e sem conservantes e para 28% dos brasileiros consumir alimentos nutricionalmente ricos é muito importante.

Optar por alimentos sem glúten, açúcar ou lactose é um hábito que vem crescendo não só entre as pessoas com alergias alimentares. Cada vez mais brasileiros estão descobrindo os benefícios desses produtos e também dos alimentos orgânicos, veganos e funcionais.

Para facilitar o acesso a esse tipo de comida acaba de ser lançado o Gaya Food, um novo aplicativo voltado para intolerantes a glúten e lactose e pessoas que querem se alimentar melhor sem perder tempo para encontrar cardápios recheados de receitas saudáveis. Ele combina a praticidade do delivery com restaurantes, hortifrútis orgânicos, açougues veganos, mercados e fornecedores de congelados que produzem alimentos para quem tem restrições, quer evitar doenças e manter o equilíbrio do corpo e da mente através da alimentação.

“Desenvolvemos o primeiro App voltado para alimentação consciente e o único a reunir vários estabelecimentos desse nicho. Queremos atender necessidades específicas dos consumidores e reunir empresas que produzem comida inclusiva, independente do tipo de cozinha, seja vegana, vegetariana ou kosher, integrando toda cadeia produtiva, desde fazendas orgânicas e indústrias até restaurantes e redes de varejo especializadas”, explica Paulo Silveira, fundador e diretor da Gaya Food

Além da praticidade do delivery, a empresa também quer proporcionar aos usuários experiências diferenciadas com dicas de dietas, receitas e eventos, fornecendo conteúdo associado a esse universo através do Mundo Gaya. No portal também haverá um espaço dedicado a médicos, endocrinologistas, nutricionistas, psicólogos e personal trainers, uma Advisory Board formada pelas principais referências técnicas e cientificas e a participação de key leaders e microinfluenciadores especializados em alimentação, saúde e prática esportiva.

Para ingressar no Gaya Food, as empresas podem entrar no site www.gayafood.com.br, fazer o cadastro para a equipe comercial dar início a negociação. O prazo entre o primeiro contato e ativação do parceiro leva cerca de 20 dias.

Para o consumidor o aplicativo permite a busca de restaurantes por região, o acompanhamento e pagamento dos pedidos, além de oferecer benefícios e conteúdo personalizado para os membros da Comunidade Gaya. Já, os parceiros podem usar o App para cadastrar menus, acompanhar pedidos e gerenciar cancelamentos e faturamento.

O serviço de delivery é feito diretamente pelos parceiros, o que possibilita o controle completo de todo o processo e flexibilidade nas entregas, uma vez que podem ser feitas sob demanda e também em horários diferenciados. Já, para quem não possui estrutura logística, a Gaya Food que está desenvolvendo um projeto paralelo com a Lalamove para fornecer esse suporte.

Empresas como Off Glúten, Le Pettit, Organic 4, Better Days, Casa Celi, Na Caixinha e Pão de Liz já estão vendendo pelo Gaya Food desde o início de abril. “Começamos a operação em São Paulo e estamos buscando mais parceiros em todo o País para levar as pessoas mais saúde e praticidade através de uma alimentação mais saudável, saborosa e nutritiva”, acrescenta executivo.

www.gayafood.com.br

Instagram: gayafood

Facebook: GayaFood

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda PODCAST RBN

TENDÊNCIA