Verônica Sabino & Luís Filipe de Lima - Show presencial

A cantora Verônica Sabino e o violonista Luís Filipe de Lima fazem show de lançamento do CD “Meu Laiaraiá – Ao Vivo”, em homenagem a Martinho da Vila, no Teatro Rival Refit, no dia 24 de setembro. O show combina sucessos – como “Disritmia”, “Ex-amor” e “Renascer das cinzas” – com pérolas menos conhecidas, a exemplo de “Samba da cabrocha bamba” e “Madrugada, carnaval e chuva”.

“Foi um grande prazer gravar este CD, e um prazer ainda maior realizar o show de lançamento no palco do Teatro Rival. Mergulhar nesse repertório é ativar aquele Brasil que nos enche de orgulho e tão bem nos representa. São canções falam de samba, de alegria, de solidariedade de carnaval, de amor…isso é muito valioso. Estamos vivendo um momento desafiador, e reencontrar o público no palco do Rival cantando Martinho da Vila, é maravilhoso!”, reflete Verônica.

 

Serviço: 24/9, sexta, às 19h30

Ingressos: Entre  R$ 30,00 e R$ 60,00

LINK: https://bileto.sympla.com.br/event/68591/d/105631

 

Local: Teatro Rival Refit

Dia – 24 de setembro – Sexta,  às 19h30  – Abertura da casa: Uma hora antes do show.

Teatro Rival Refit – Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Centro/Cinelândia – Rio de Janeiro.

Sobre o CD:

LINK DO CD

https://www.youtube.com/watch?v=hSoxljPbXcU

 

VERÔNICA SABINO & LUÍS FILIPE DE LIMA

REVERENCIAM MARTINHO DA VILA

 

A cantora e o violonista lançam CD nas plataformas digitais

Há décadas que o “laiaraiá” do mestre Martinho da Vila inspira a vida do povo. E inspira também artistas. Pois foi o que aconteceu com Verônica Sabino e Luís Filipe de Lima, que mergulharam na obra de Martinho e voltaram à tona com um show maravilhoso, que virou CD. “Meu laiaraiá – ao vivo” é este trabalho que está em todas as plataformas digitais.  Com participação especial do percussionista Marcos Suzano, o álbum foi gravado este ano, em show do projeto Quatro Cantos, da Cabanas Produções, com recursos da Lei Aldir Blanc.

“Meu laiaraiá – ao vivo” traz nove releituras em tom intimista e afetivo, com o violão 7 cordas de Luís Filipe de Lima e a percussão de Marcos Suzano imprimindo o peculiar suingue do universo musical de Martinho. Já Verônica Sabino usa a bela voz para saborear os versos cheios de histórias. A concepção do espetáculo que virou CD – desde a escolha do repertório aos arranjos – passou pelo filtro da cantora, pela identificação com os temas tão variados na obra do compositor, que o violonista soube compreender traduzir para a interpretação dela.

“Mesmo já tendo cantado samba, saí da minha zona de conforto, principalmente porque o Martinho é diferente, diferente de tudo; parece fácil, mas é muito sofisticado”, revela Verônica, que ganhou o aval de Martinho ao ser convidada a gravar com ele em duas faixas – “O caveira” e “Pensando bem” – do mais recente CD, “Rio só vendo a vista”.

Devagar, devagarinho, o repertório vai combinando sucessos – como “Disritmia”, “Ex-amor” e “Renascer das cinzas” – com pérolas menos conhecidas, a exemplo de “Samba da cabrocha bamba” e “Madrugada, carnaval e chuva”. Um dos destaques é a regravação de “Madalena do Jucu”, que ganhou arranjos em ritmo de funk a partir da percussão de Suzano.

 

Você é meu povo, você é meu samba (“Meu laiaraiá”)

O lançamento do “Meu laiaraiá -ao vivo” é parte do projeto Quatro Cantos, da Cabanas Produções, que celebra a obra de quatro grandes compositores brasileiros. Após um ano inteiro de teatros fechados, Verônica Sabino, o Duo Gisbranco, o Arranco de Varsóvia e o Fábio Rizental voltaram à cena, ainda em formato on-line, para homenagear Martinho da Vila, Chico César, Cartola e Milton Nascimento, respectivamente. O projeto foi viabilizado graças à Lei Aldir Blanc, com patrocínio do Governo Federal e do Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa. Os shows, todos gravados especialmente para o Quatro Cantos, foram transmitidos entre os dias 25 e 28 de fevereiro de 2021.

“Foi um grande prazer fazer a live e um prazer ainda maior poder lançar este álbum nas plataformas digitais. Mergulhar nesse repertório é ativar aquele Brasil que nos enche de orgulho e tão bem nos representa. Estamos vivendo um momento triste e desafiador, e compartilhar este trabalho – que fala de samba, de alegria, de carnaval, de amor, de solidariedade – é muito valioso. A música é sempre um poderoso antídoto para tempos hostis”, reflete Verônica.

 

O meu direito é soberano (“Quero quero”)

O show “Meu Laiaraiá” nasceu em 2019, no ano da comemoração dos 80 anos de Martinho da Vila. Encantada com o universo musical e afetivo do compositor de Duas Barras, interior fluminense, convidou Luís Filipe de Lima para homenagear o artista, que traduz como ninguém a criatividade e a ginga brasileiras. “Sempre tive o samba do Martinho na minha memória afetiva musical. Sendo brasileira e tendo nascido no Rio, é quase marca de nascença. Mas agora o encantamento se expandiu para a sua trajetória, para as histórias, a avenida, Vila Isabel, tantas belezas”, diz Verônica.

 

Mais sobre o projeto Quatro Cantos

O projeto Quatro Cantos é o primeiro do selo do Cabanas. Depois de 13 anos produzindo shows e álbuns de seus artistas, a Cabanas Produções lança seu próprio selo, com distribuição da gravadora Mills Records. O primeiro lançamento é justamente “Meu laiaraiá”.

 

Todas as faixas de “Meu laiaraiá – ao vivo”

Verônica Sabino & Luís Filipe de Lima

Percussão: Marcos Suzano

  1. Meu laiaraiá (Martinho da Vila)
  2. Quero quero (Martinho da Vila)
  3. Disritmia (Martinho da Vila)
  4. Ex-amor (Martinho da Vila)
  5. Madrugada, Carnaval e Chuva (Martinho da Vila)
  6. Renascer das Cinzas (Martinho da Vila)
  7. Quem é do mar não enjoa (Martinho da Vila)
  8. Samba da cabrocha bamba (Martinho da Vila)
  9. Madalena do Jucu (Associação das Bandas do Congo da Serra/ com adaptação Martinho da Vila).

 

Ficha Técnica:

CD “Meu laiaraiá – ao vivo”

Verônica Sabino – voz

Luís Filipe de Lima – violão 7 cordas

Marcos Suzano – ritmo

Produção artística – Verônica Sabino & Luís Fílipe de Lima

Direção de produção – Marcelo Cabanas

Produção executiva – Antonio Sabino Linhares

Mix – Renan Toledo

Arte – Verônica Sabino

Foto – Cristina Granato

Lançamento: Cabanas Produções / Mills Records

 

PROTOCOLOS DE SEGURANÇA CONTRA COVID-19:

O Teatro Rival Refit vai abrir para lotação reduzida, 40% de sua capacidade total, a fim de que seja obedecido o distanciamento mínimo obrigatório.

A casa começa a receber o público às 18h30, com som ambiente, ar condicionado e serviço de bar, seguindo, claro, todos os protocolos sanitários para proteger público, artistas e funcionários.

Vale lembrar que, antes de cada show, a casa passa por processos de higienização e sanitização, feitos por empresa especializada. E nossa equipe está treinada para seguir todos os protocolos de segurança indicados pelas autoridades competentes.

Na entrada, todos terão temperatura aferida, e haverá dispensers de álcool 70° em gel distribuídos pelas dependências do teatro.

O uso de máscara é obrigatório para entrar e circular pela casa. Clientes só podem retirar a máscara para o consumo de bebida e comida, sentados em seus devidos lugares.

Cuidar da própria saúde e da saúde dos outros é também uma forma de resistência.

Contamos com a compreensão e a colaboração de todos. Desde já, agradecemos de coração.

Seja bem-vindo!
Equipe Teatro Rival Refit.

 

CAMPANHA SALVE PRODUÇÃO

O Teatro Rival Refit se uniu à campanha Salve Produção para ajudar os profissionais do setor de entretenimento, extremamente afetados pela pandemia e pela parada dos eventos artísticos.

Então, estamos recebendo doações de alimentos não perecíveis para distribuir cestas básicas a esses profissionais da cadeia cultural.

Seria muito bom poder contar com a colaboração de você, cliente amigo, para levar sua contribuição quando for assistir, presencialmente, a qualquer show no Teatro Rival Refit.

A arte agradece.

Abertura da casa às 18h30

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.