Conecte-se conosco

Negócios

Vantagens e desvantagens das empresas familiares

Publicado

em

A sólida busca por “significado” explica a razão de ser de uma família empresária. Os valores que pavimentam sua estrutura e os resultados inerentes, geração após geração. O legado de uma família empresária tem mais a ver com o contexto de futuro do que com seu passado.

As peculiaridades da empresa familiar a tornam um ente de difícil modelagem. A organização familiar apresenta um conjunto de vantagens, tais como:

  • Lideranças com mandatos mais longos e estáveis;
  • Maior receptividade dos clientes
  • Relacionamentos mais duradouros
  • Investimentos de prazo mais longo
  • Mais determinação e ousadia
  • Maior lealdade dos funcionários

E desvantagens, entre as quais:

  • Ausência de mentalidade voltada ao desempenho
  • Conflitos familiares destrutivos
  • Indecisão e estagnação estratégicas
  • Dificuldade em atrair talentos
  • Sobrecarga operacional
  • Lealdade por vezes descabida à tradição (produtos, tecnologia e localização) Sigilo desnecessário ou prejudicial
  • Reinvestimento insuficiente (dissipação dos dividendos ou falta de capital)

Para enriquecer ainda mais o entendimento, estudos realizados por especialistas e apresentados em congressos realizados pela FBN (Family Business Network) no passado recente compilam as experiência e ensinamentos de mais de dez renomados professores e consultores internacionais especializados em empresas familiares. Este material resultou em um caderno especial, denominado “As oito proativas de famílias de sucesso”, que podem ser assim resumidas, a seguir:

  1. Articule um propósito comum forte e cristalino;
  2. Cultive as forças empreendedoras, crie um espírito empresarial;
  3. Planeje estrategicamente, para mitigar riscos e agarrar oportunidades;
  4. Monte uma estrutura racional para gerir os ativos das famílias;
  5. Classifique papéis e responsabilidades;
  6. Comunique à exaustão;
  7. Ajude os familiares a desenvolverem competências;
  8. Apoie a obtenção de independência financeira, incluindo oposições de saída do negócio.

O processo de mudança estrutural em empresas familiares se inicia pela classificação e equalização de expectativas. Os especialistas do Institute for Management Development (IMD) se detiveram sobre a questão e apontaram dois conjuntos e expectativas inerentes ao empreendimento familiar e ao não-familiar, que identificaram que pode haver divergências sobre o que pode dificultar a conciliação de expectativas:

 

 

É sempre bom lembrar que 80% das empresas do mundo são familiares…

*Herbert Steinberg é presidente do conselho da MESA Corporate Governance

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda PODCAST RBN

TENDÊNCIA