The Black Punks lança "Passageiros da Agonia", EP reitera a ideologia militante da banda ao som do punk rock
The Black Punks acaba de lançar seu novo EP “Passageiros da Agonia” pelo selo latino americano Electric Funeral Records. A banda paulista que foi formada em 2018,  traz uma pegada Punk Rock/Hardcore com bastante referência aos clássicos dos anos 90. O quarteto conta com os membros Paul Dickerson (guitarra/vocal), Gabriel Soares (contra baixo), César Henrique (bateria) e Vagner Gevergi (vocal).
O EP que conta com 6 faixas traz guitarras pesadas, um contrabaixo presente, uma bateria que comanda muito bem um ritmo forte e pulsante,  vocais potentes que mesclam punk rock, hardcore, rock and roll com uma pitada de horror punk desfilando com versatilidade e uma bela dose de brutalidade sonora.  Esse EP é uma obra bem original que faz jus ao velho, porém não obsoleto punk rock hardcore.
Em “Campos de concentração” o tema abordado é o preconceito racial algo ainda bem vivo em nosso país, já na faixa “Depende!” a letra fala sobre a triste realidade do trabalhador brasileiro, que desfavorecido pelas novas leis trabalhistas se encontra sempre em risco constante.
“Todo sofrimento que causei” a banda faz uma homenagem ao saudoso comunicador José Mojica Marins o “Zé do Caixão”, essa música conta com uma bela pitada de horror punk e conta a história de um assassino que se depara com a hora de sua morte! 
“O espelho enfrentar” temos um rock and roll que traz o ponto de vista de um homem que vive na farra e bebedeiras na noite, com um riff de guitarra marcante essa faixa resgata o bom rock sem firulas.   “Sem Piada” traz uma faixa mais harmônica do EP, um pouco mais calma ao falar da história de vida de um palhaço com altos e baixos onde tenta se desvencilhar de seus conflitos.  A faixa que dá o título ao disco “Passageiros da Agonia” vem mais uma pedrada com uma introdução pesada digna de Heavy Metal, a banda fala sobre a terrível situação do transporte público no Brasil, demonstrando a que veio!
 
 A banda transmite nos palcos muita competência e uma energia incrível em suas músicas, tendo em cada faixa uma sensação única, trazendo um pensamento crítico e ácido referenciando a situação atual e típica dos cidadãos brasileiros. 
“Passageiros da Agonia”: