Conecte-se conosco

Economia

Qual o melhor momento para comprar dólar?

Publicado

em

Qual o melhor momento para comprar dólar?
Foto: Karolina Grabowska/Pexels

A cotação do dólar oscila mediante fatores políticos e econômicos, internos e externos. Em geral, quando há algum tipo de instabilidade que pode afastar o interesse de investidores pelo Brasil, o real sofre desvalorização frente à moeda norte-americana. Esta variação pode ocorrer de um dia para o outro, o que gera dúvidas sobre o melhor momento de comprar dólares em espécie, já que até mesmo as pessoas mais atentas aos noticiários e às especulações podem se surpreender com o comportamento da taxa de câmbio.

Por isso, a orientação dos especialistas é simples: o melhor momento para comprar dólar é quando se tem dinheiro reservado para fazê-lo. O dólar hoje está cotado em R$ 5,22, conforme apuração feita em 9 de agosto. Embora o valor seja considerado alto, já sofreu redução em comparação com o início de 2021. Em janeiro, a moeda esteve no patamar de R$ 5,50.

Desta forma, investir na moeda, seja com o objetivo de proteger o patrimônio ou realizar uma viagem internacional, requer planejamento. Isso significa preparar-se com antecedência, reservando o valor necessário em reais para fazer a transação.

Como criar uma reserva financeira

Para criar uma reserva financeira, é preciso poupar. De acordo com a Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), o hábito deve ter início anotando todos os gastos que se tem no dia a dia e verificando quais são realmente necessários. Aqueles considerados supérfluos deverão ser eliminados.

Ainda segundo a Abefin, também é possível tentar reduzir as despesas necessárias e fixas, como contas de água, luz e supermercado. Nesse sentido, a recomendação é evitar o desperdício e optar pela tradicional pesquisa de preços.

Dólar deve ser comprado aos poucos

Com a reserva financeira criada, o segundo passo é a aquisição do dólar aos poucos, observando o comportamento da moeda. Por isso, mesmo que estar atento aos noticiários e à especulação não dê 100% de certeza sobre a taxa de câmbio, manter-se informado é um diferencial para a estratégia de avançar ou recuar na compra.

Para quem pretende viajar para outro país há, ainda, três dicas fundamentais. A primeira é definir o roteiro com antecedência, de modo que se tenha uma estimativa aproximada do quanto irá gastar. A segunda é embarcar já com a moeda trocada a fim de evitar a possibilidade de que o real esteja mais desvalorizado no local de destino. E, por fim, é necessário lembrar que o cartão pré-pago tem cobrança de IOF, o que torna essa opção mais cara em comparação com o uso do dinheiro em espécie.

A compra do dólar também é uma forma de proteger o patrimônio, tendo em vista que a alta da moeda promove um impacto direto na economia brasileira, sendo responsável por desencadear o aumento de preços em diferentes setores e elevar o custo de vida. Nesse sentido, ter uma parte dos recursos em dólares contribui para a prevenção contra perdas.

Outra opção de proteção ao patrimônio é investir a reserva financeira em aplicações que rendem em dólar, como o mercado futuro, os fundos cambiais, de investimentos, os Exchange Traded Funds (ETFs) e as ações.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *