0

Serviço completo oferece comodidade e segurança aos clientes

Existe uma grande diferença entre plataformas rasas e profundas quanto aos negócios. As plataformas profundas são aquelas end-to-end, que entregam um serviço do começo ao fim em uma solução completa para o negócio, sem intermediários. Já as plataformas rasas ou shallow, em inglês, referem-se ao serviço parcial, que conecta dois lados para que se encontrem.

No mercado de empregos, por exemplo, uma plataforma rasa lida somente em ajudar empresas a encontrar empregados e vice-versa. Em uma plataforma profunda da mesma área, pode-se oferecer seguros, ferramentas colaborativas, comunidades, treinamentos, além de um lugar de encontro entre as empresas e os candidatos. Incluir serviços que continuam mesmo depois da contratação ajuda a manter os clientes.

No mercado imobiliário, não é diferente. Com toda a burocracia envolvida na compra e venda de imóveis, somente conectar vendedores e compradores pode não ser suficiente para uma empresa ir bem na área. A digitalização para transações imobiliárias é evidente. Se no passado as pessoas caminhavam pelas ruas para avistar placas nas portas dos prédios ou contar com anúncios de jornal além das imobiliárias, hoje em dia, a grande maioria das pessoas recorre à internet para encontrar o imóvel dos sonhos.

Mas não é somente encontrar o imóvel em questão, mas saber que é um investimento seguro e todas as verificações do processo serão feitas. A plataforma profunda faz o trabalho de oferecer todo o processo – desde a busca por um imóvel até a finalização da compra e o registro do imóvel. Assim, o cliente sente-se seguro ao acompanhar os passos digitalmente.

As plataformas profundas oferecem um sistema que acompanha o processo do começo ao fim. É necessário que as etapas operacionais estejam bem delineadas e que ofereçam um excelente custo-benefício. Os clientes ficam livres de preocupações e não tem de contratar outros profissionais, como um advogado, para acompanhar o negócio.

Por exemplo, em um leilão de imóveis, imobiliárias que oferecem uma plataforma profunda levam maior segurança ao cliente para adquirir tal bem. Todos sabem que os leilões de imóvel oferecem risco ao comprador, apesar dos valores vantajosos. Assim, um acompanhamento do começo ao fim evita uma série de dores de cabeça, já que a imobiliária deve checar o edital, documentos do imóvel, problemas com inadimplência e demais riscos ao novo comprador. Em caso de imóveis ocupados, uma boa assessoria também lida com a desocupação do mesmo.

Assim, uma plataforma que oferece uma capacidade de gestão global do negócio sai com vantagem. As plataformas rasas somente oferecem um ponto de encontro entre compradores e vendedores. Nas profundas, uma série de outros serviços é adicionada, e é isso que o cliente espera: que seus problemas sejam solucionados em um só lugar.  

O mercado imobiliário vai mudando com o desenvolvimento tecnológico, que tem transformado a experiência. É preciso que oportunidades sejam detectadas e ferramentas sejam desenvolvidas para acompanhar o cliente do começo ao fim digitalmente. A estratégia se torna essencial para montar uma plataforma profunda, entendendo a demanda e como oferecer um serviço mais abrangente. 

Amanda Mathias
Atua como assessora de imprensa, redatora e Link Builder na Conversion. Escreve sobre cidades, cotidiano, tecnologia, e-commerce e cultura.

A real causa da alergia de pele

Artigo anterior

Webinar discute a eficácia da fisioterapia por teleatendimento

Próximo artigo

COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar