Conecte-se conosco

Saúde

Pacientes do Amazonas passam a ter atendimentos com Cardiologistas via telemedicina

Publicado

em

     Em parceria inédita, entre a Conexa Saúde e a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), serão realizados triagens, consultas e encaminhamentos, via telemedicina, para pacientes agudos e de alto risco que não conseguirem atendimentos presenciais nos hospitais públicos

Com o objetivo de reduzir o colapso no atendimento dos hospitais públicos de Manaus (AM), a Conexa Saúde, em parceria com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), está implementando o projeto SOS Coração Amazonas, que consiste em oferecer serviços de triagem, consulta e encaminhamento de pacientes de maior risco cardiológico com médicos especialistas, por meio da plataforma de telemedicina.

Os pacientes agudos e de alto risco serão encaminhados ao atendimento imediato e ou agendado, de acordo com o caso de cada paciente, por meio de consulta virtual com um Cardiologista ou Clínico Geral. Todos os profissionais médicos envolvidos serão voluntários da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC). A Conexa Saúde também vai disponibilizar seus médicos para esses atendimentos. Esta importante iniciativa conta com o apoio de outras instituições como o World Heart Federation (WHF), Fundação Adib Jatene e CONASEMS.

Outra facilidade será destinada aos pacientes cardiopatas do Hospital Universitário Francisca Mendes, que necessitam de atendimento cardiológico e não estão conseguindo atendimento presencial. Eles também passarão por uma avaliação cardiológica virtual e, se necessário, serão encaminhados para acompanhamento presencial.

Em breve, o projeto SOS Coração Amazonas também incluirá a TeleUti, com suporte via telemedicina, de Cardiologistas e Intensivistas para médicos e profissionais de saúde à frente das Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) dos hospitais amazonenses.

“Nosso objetivo é levar um pouco de alívio e atender rapidamente esses pacientes cardiopatas, que com a pandemia, muitos estão há quase um ano sem acompanhamento de médico especializado, o que pode vir causar consequências tão ruins quanto as geradas pelo coronavírus. Neste momento, precisamos também apoiar médicos e profissionais de saúde da rede pública. Temos voluntários cadastrados, mas estamos abrimos para outros especialistas que queiram ajudar nesse projeto, por meio deste link, no qual estamos orgulhosos de fazer parte”, destaca Guilherme Weigert, cardiologista e CEO da Conexa Saúde.

Para o presidente da SBC, Marcelo Queiroga, neste momento de crise de saúde pública, é muito importante informar aos pacientes de doenças cardiovasculares sobre os riscos que correm ao se contaminarem com o novo coronavírus e sobre a necessidade de se cuidarem e se protegerem ser ainda maior, assim como seguir seus tratamentos específicos, conforme prescrição médica, e buscar auxílio médico quando necessário.

“São 18 milhões de óbitos no mundo por ano em decorrência das doenças cardiovasculares. No Brasil, são mais de 380 mil mortes anualmente. Por isso, temos de formar uma corrente de solidariedade na atenção voluntária e contribuir para ajudar o Amazonas na assistência à saúde para vencermos o desafio de reduzir a mortalidade por complicações cardiovasculares”, ressalta Queiroga.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda PODCAST RBN

TENDÊNCIA