Conecte-se conosco

BA

Novembro Azul: Hospital Jorge Novis realiza mutirão para prevenção do câncer de próstata

Publicado

em

Novembro Azul: Hospital Jorge Novis realiza mutirão para prevenção do câncer de próstata

Em Lauro de Freitas, os cuidados com a saúde masculina estiveram no foco do mutirão no Hospital Municipal Jorge Novis, na manhã deste sábado (27). Mais de duzentos homens receberam atendimentos com médicos clínicos, urologistas, oftalmologista e exames de ultrassom.

De acordo com o secretário Municipal de Saúde, Augusto César Pereira, a ação acontece em alusão ao Novembro Azul, campanha de alerta para prevenção do câncer de próstata, umas das doenças que mais matam homens no Brasil. “O objetivo é ampliar a oferta de atendimentos a fim de diminuir a demanda reprimida causada pela pandemia e dessa forma desafogar o fluxo na regulação”, falou.

Em cada sala um atendimento era oferecido. Aguardando sua vez ansioso, Paulo Pereira, 50 anos, conta que há dois anos passou a buscar atendimento médico ambulatorial com frequência por precaução. “Antes eu não dava a devida atenção para isso, mas mudei meus pensamentos e atitudes entendendo que prevenir é a forma mais inteligente de se manter a saúde”, contou.

Antes de passar pela sala do médico urologia, o paciente responde aos questionamentos da triagem. Sinais como fluxo constante da urina, incontinência e micção frequente noturna acendem o alerta. “Para prevenir a doença o homem deve focar no cuidado integral da sua condição de vida e visitar o médico com regularidade. Homens com histórico familiar de câncer de próstata devem começar a rotina preventiva aos 45 anos”, informou o médico urologista, Márcio Barreto.

Em Lauro de Freitas, além do hospital Jorge Novis, os cuidados com a saúde masculina passam pela atenção primária nas 16 Unidades de Saúde da Família (USF). Nestes equipamentos, os pacientes recebem atendimento médico e, se necessário, são encaminhados para especialistas e exames como por exemplo o Antígeno Prostático Específicos (PSA). “Por ser uma doença em muitos casos assintomática, somente a regularidade nas visitas médicas é capaz de detectar a doença ainda no início, quando as chances de cura são maiores”, frisou Barreto.

Jornalista Giovanna Reyner

Foto Danilo Magalhães

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *