Ministro da Educação participa de debates em fórum mundial em Londres

O ministro da Educação, Victor Godoy, participou nesta segunda-feira (23) do primeiro dia de palestras do Fórum Mundial de Educação, em Londres. O objetivo do encontro é discutir o futuro do setor, explorando temáticas para a melhoria da educação mundial, especialmente com a utilização da tecnologia, inovação e sustentabilidade. Acompanhado de comitiva técnica do MEC, ele vai debater também, com mais de 80 ministros do mundo, a situação da educação após a pandemia de covid-19.Ministro da Educação participa de debates em fórum mundial em Londres

Hoje, o evento começou com apresentação do Banco Mundial que destacou os impactos severos da pandemia para o setor. Além de representante da instituição financeira internacional, falaram ministros e secretários de países como África do Sul, Djibuti, Inglaterra, Arabia Saudita e Filipinas.

Em Londres, Godoy destacou que o Plano Nacional de Recuperação de Aprendizagens do Brasil, que deve ser anunciado ainda neste mês, está de acordo com as melhores práticas do mundo. Amanhã (24), o ministro fará palestra no fórum. Com o tema O papel da educação no desenvolvimento de cidadãos – Como avaliar o sucesso de sistemas de ensino e criar políticas públicas direcionadas ao setor, ele vai apresentar a estratégia brasileira aos participantes do encontro.

“A pandemia trouxe diversos aprendizados e vemos que os países têm trabalhado para superar desafios históricos da educação. Percebemos que os sistemas educacionais do mundo não estavam preparados para enfrentar a pandemia e que a política de fechamento das escolas não surtiu o efeito desejado. Vimos de perto as ações estabelecidas em diversos países e amanhã apresentaremos as diretrizes da nossa política de recuperação das aprendizagens para colaborar com o setor”, disse o ministro.

Entre os objetivos principais da iniciativa estão ações para elevar a frequência escolar e reduzir os índices de evasão e de abandono escolar, desenvolver estratégias de ensino e aprendizagem para o avanço do desempenho e da promoção escolar, diminuir a distorção idade-série por meio do monitoramento da trajetória escolar; promover a coordenação de ações para o enfrentamento do abandono escolar e a recuperação das aprendizagens.

Também são metas do encontro contribuir para a consecução das estratégias estabelecidas no Plano Nacional de Educação e nos planos de educação estaduais, municipais e distrital, fortalecer a formação dos profissionais do magistério no que diz respeito ao diagnóstico de lacunas nos processos de ensino e aprendizagem, além de promover intervenções eficazes e tempestivas no âmbito da atenção individualizada aos discentes e incentivar a formação para o uso pedagógico de conteúdos digitais.

Ag. Brasil