Conecte-se conosco

BA

Materiais inovadores do projeto ludo-pedagógico Baú das Artes chegam às escolas públicas participantes em Camaçari

Publicado

em

Materiais inovadores do projeto ludo-pedagógico Baú das Artes chegam às escolas públicas participantes em Camaçari
  • Implementada pela Evoluir, com apoio da Oxiteno, iniciativa agrega expressões artísticas para trabalhar temas transversais fundamentais com estudantes, como cidadania e civismo, multiculturalismo e ciência e tecnologia.
  •  60 educadores de oito escolas do município participam da formação continuada, beneficiando direta e indiretamente mais de 4.700 alunos

Tudo pronto para começar a brincadeira e, brincando de falar sério, envolver todo mundo na grande aventura que é aprender e expandir horizontes! As escolas da rede pública de Camaçari (BA) acabam de receber os materiais inovadores que compõem o projeto Baú das Artes, elaborado pela Evoluir e implementado com o apoio da Oxiteno e da Secretaria Municipal de Educação. Dentro do colorido e estilizado baú, cada instituição de ensino conta com um acervo de mais de 300 livros, adereços, fantasias, instrumentos musicais, fantoches e outros materiais. Trabalhado dentro da metodologia de Aprendizagem Baseada em Projetos (ABP), esse acervo lúdico permite uma abordagem diferenciada de termos transversais como economia, meio ambiente e saúde, além das dez competências gerais da BNCC – Base Nacional Comum Curricular Viabilizada por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, a iniciativa este ano contempla oito escolas do município, abrangendo 60 educadores e beneficiando direta e indiretamente mais de 4.700 alunos.

“O Baú das Artes tem o propósito de desenvolver as formas de expressão, a socialização, criatividade, leitura e habilidades manuais e socioemocionais dos alunos do Ensino Fundamental, dos seis aos 11 anos, contribuindo para seu desenvolvimento integral”, destaca a coordenadora de projetos educacionais da Evoluir, Carla Costa. “Os conceitos de cooperação e sustentabilidade abordados nas atividades também impactam positivamente a comunidade como um todo”, diz. “É uma grande satisfação para nós acompanhar o engajamento dos professores durante a formação continuada, com oficinas sobre novos métodos de ensino, textos de apoio e o estímulo à interação que gera novas ideias”, completa.

Desde março, os educadores da EM Maclina Maria da Glória, EM Normal de Camaçari, EM Santa Maria, EM Silvio Pereira Franco, EM Coqueiro de Arembepe, EM Giltônia Pereira Souza, EM do Natal e do Centro Educacional Paulo Freire já participaram de reunião de apresentação, encontro de engajamento, acolhida tecnológica e dois encontros de formação virtuais. Em outubro, acontece o 3º encontro de formação virtual e, em novembro, o evento de culminância, que encerra as atividades de 2021.

Como parte da dinâmica teve que ser adaptada para atender às restrições impostas pela pandemia, a Evoluir disponibilizou ainda uma plataforma, o Portfólio  Digital do Baú, com os materiais de referência, gravações das formações, atividades relacionadas aos conteúdos abordados e chat para suporte pedagógico e digital, através do Google Classroom. Há também o acompanhamento pedagógico remoto por videoconferência e, também, via Whatsapp para tirar dúvidas, auxiliar no desenvolvimento das ações, na construção do plano de aula e na relação com a BNCC.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *