Conecte-se conosco

Clip

Lean Braga abraça os ciclos da vida no clipe para a faixa “Roda da Fortuna”

Canção integra “Cães”, álbum de estreia do cantor cearense radicado no Rio

Publicado

em

Lean Braga faz de seu primeiro álbum, “Cães”, um livro aberto confessional onde reflete sobre identidade, sexualidade e auto aceitação em canções que passeiam do glam rock ao dream pop. Um dos destaques do trabalho, a faixa “Roda da Fortuna” ganha uma impactante interpretação visual com um clipe onde o artista precisa enfrentar o que o oprime para seguir em frente.

Assista ao clipe “Roda da Fortuna”: https://youtu.be/DsjyK5CSETM

Ouça “Cães”: https://ffm.to/vxd2wkk

Ator, cantor e compositor cearense atualmente morando no Rio de Janeiro, Lean Braga traduz em canção sua entrega pessoal. Partindo do micro – o relacionamento conturbado com a mãe, suas paixões e vícios – para o macro – a solidão vivida por aqueles que saem de suas terras em busca de recomeço -, ele explora questões profundamente humanas. “Roda da Fortuna” faz parte de toda essa narrativa ao dialogar com um momento de especial vulnerabilidade: o fim de um relacionamento.

A inspiração veio das próprias experiências do artista somadas à simbologia da carta da roda da fortuna no tarot – um sinônimo dos ciclos da vida. “Tudo que foi difícil no passado e trouxe crescimento através da dor terá seu período encerrado. Porém, os ciclos se repetem ininterruptamente até a lição ser aprendida”, resume Lean, que assina o roteiro do clipe.

A produção tem um sentido metafórico ao colocar duas figuras em um embate que tensiona o amor e a morte. Lean é morto pelo homem que ama, mas tem a oportunidade de fazer diferente, voltando à vida. Em um ciclo sem fim, ele falha, sempre acordando no mesmo lugar, até entender que deve matar o que sente para não ser morto por isso.

O clima do vídeo casa com a sonoridade de Lean Braga, uma celebração do dream pop oitentista, do pop alternativo e do glam rock em referências que vão de Secos & Molhados a David Bowie.

Assista ao clipe “Cães”: https://youtu.be/-o81qF00HGE

Tudo isso para gerar, através das letras imagéticas, uma experiência cinematográfica. O álbum “Cães”, cujo conceito reflete o ato de lançar-se em um mundo desconhecido e impiedoso para perseguir a si mesmo, é como um memorial dessa violenta transição que é o fim da adolescência e o início da vida adulta.

Agora, o clipe de “Roda da Fortuna” vem para somar a esse universo e abrir os caminhos para os próximos passos de Lean Braga – um artista que promete continuar surpreendendo. O vídeo já está disponível em seu canal de YouTube oficial, e a canção, no álbum “Cães”, que pode ser ouvido em todas as principais plataformas.

Assista ao clipe “Roda da Fortuna”: https://youtu.be/DsjyK5CSETM

Ouça “Cães”: https://ffm.to/vxd2wkk

Ficha técnica

Idealização e Roteiro: Lean Braga

Direção: Filipe Gimenez

Ass. de Direção: Bruna G

Direção de fotografia: Luís Carlos Lobo

Produção: João Freire

Direção de arte: Bruna G

Figurino: Julyana Ohana

Cabelo e Maquiagem: Silvana Rocío

Filmagem e Edição: Luís Carlos Lobo

Elenco: Lean Braga e João Freire

Realização: Escorpiário e LoboMar

 

Letra

Ran-ran clic rah

Ran-ran clic rah

Ran-ran clic rahrahrah

Roda da

Ran-ran clic rah

Ran-ran clic rah

Ran-ran clic rahrahrah

Roda da

Encolhido no beliche de cima

Com medo do escuro da casa

Os lençóis cheirando a sono e lágrimas

Não consigo ver nada

Mas se cai o rei de ouros, cai o rei de espadas

Enquanto a vida segue me atirando facas

A roda da fortuna nunca para

Não para não, não para

Quando enfim agarrei tua mão

Tão certo de ter te alcançado em meio à multidão

Era um amor que já começou fim de festa

Da poesia, silêncio

Calado, lamento!

Ah, ah, ah, ah-a roda da fortuna não para

Ah, ah, ah, ah-a roda da fortuna não para

Ahhhhh, ah ahah

Um dia a sorte, tão cara

Pedi para dormirmos nus pra que

Ao renascer a luz eu pudesse ver

Que a matéria do meu sonho inteiro ali era você

Tão fundo você ia curioso atento imerso

Cabia em mim suas mil versões e versos

Eu que nunca coube no seu universo

Da poesia, silêncio

Calado, lamento!

Ah, ah, ah, ah-a roda da fortuna não para

Ah, ah, ah, ah-a roda da fortuna não para

Ahhhh, ah ahah

Um dia a sorte, tão cara

Ah, ah, ah, ah ah-a roda da fortuna não para

Ahhhh

Um dia a sorte, tão cara

Ah, ah, ah

Ah, ah, ah

Ah, ah, ah

Ah, ah, ah

Ahhhh

A roda da fortuna nunca para

Acompanhe Lean Braga:

https://www.instagram.com/leanbraga

https://twitter.com/oleanbraga

https://www.facebook.com/bragalean

https://www.youtube.com/c/LeanBraga

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *