0

Olhar para o desenvolvimento de forma mais sustentável é urgente, sobretudo diante da crise provocada pela pandemia. Segundo matéria publicada pela Forbes em maio deste ano, empresas que equilibram propósito e lucro tem 63% mais chances de sobreviver no mercado. Diante desse contexto, com a finalidade de disseminar conhecimento sobre sustentabilidade e responsabilidade social para empreendedores e profissionais liberais, a empresa baiana AGANJU abriu inscrições, quarta-feira (14), para a primeira mentoria coletiva e digital sobre o tema no país.

“Mais do que nunca, é importante formar pessoas e construir conceitos sólidos sobre sustentabilidade. De acordo com pesquisa realizada em parceria com a National Retail Federation (NRF) em janeiro deste ano, a IBM revelou que 57% dos consumidores estão dispostos a mudar seus hábitos de compra para ajudar a reduzir o impacto ambiental negativo.”, destaca Leana Mattei, diretora da empresa responsável pela mentoria.

Com a participação de profissionais especializados, os conteúdos da Mentoria em Sustentabilidade estão divididos em três eixos temáticos: social, financeiro e ambiental. Kamila Santos, consultora financeira, é uma das instrutoras convidadas. “Sustentabilidade é investimento e não gasto. Se não investirmos em impactos positivos, iremos investir em quê?”, questiona.  Além dela, André Fraga, ex-secretário Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência de Salvador e engenheiro ambiental, também participa falando sobre os desafios de aliar inovação e meio ambiente.

GESTÃO SUSTENTÁVEL – A mentoria, além de um evento sobre temas sustentáveis, pretende aplicar a sustentabilidade na prática: a cada 50 inscritos, a AGANJU vai oferecer gratuitamente uma formação em algum tema social para organizações de base comunitária. A primeira delas acontecerá na Associação de Moradores de Vila Sauípe, com foco em mulheres e saúde mental. “É muito importante falar sobre esse tema nesse momento. É um problema real”, reforça a liderança comunitária Janete Carneiro. Além disso, serão plantadas 10 árvores como forma de neutralizar as emissões de gases de feito estufa. “Por ser um evento digital, a emissão não é significativa, mas mesmo assim queremos realizar a compensação de carbono como forma de nos educar e inspirar o mercado”, explica Leana.

O investimento necessário para participar da mentoria é de R$ 279,00. Serão 4 encontros, entre os dias 4 e 7 de novembro, e haverá emissão de certificado com carga horária de 8h. Para saber mais informações, as pessoas interessadas devem acessar o link http://bit.ly/mentoria_aganju.

centralrbn

Eliana Pittman lança álbum em show no Teatro Rival Refit com transmissão ao vivo pelo YouTube

Artigo anterior

Feira de livros infantis permanece até 01/11 em shopping

Próximo artigo

VOCÊ PODE GOSTAR

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Negócios