Consequências humanitárias da situação na Ucrânia para populações civis serão devastadoras, alerta chefe do ACNUR
0

Consequências humanitárias da situação na Ucrânia para populações civis serão devastadoras, alerta chefe do ACNUR

O Alto Comissário da ONU para Refugiados, Filippo Grandi, alertou hoje sobre o impacto da situação na Ucrânia e alertou que as consequências humanitárias serão “devastadoras”.

“As consequências humanitárias sobre as populações civis serão devastadoras. Não há vencedores na guerra, mas inúmeras vidas serão dilaceradas. Já temos relatos de vítimas e pessoas começando a fugir de suas casas em busca de segurança”, afirmou Grandi, por meio de nota oficial divulgada pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) em Genebra.

O Alto Comissário ressaltou que “as vidas civis e a infraestrutura civil devem ser protegidas e resguardadas em todos os momentos, de acordo com o Direito Internacional Humanitário”.

Ainda de acordo com o Alto Comissário, a Agência da ONU para Refugiados(ACNUR) está trabalhando em conjunto com outras agências da ONU e autoridades nacionais para fornecer toda assistência humanitária necessária. “O ACNUR está pronto para fornecer assistência humanitária sempre que necessário e possível. Para isso, a segurança e o acesso aos esforços humanitários devem ser garantidos”, ressaltou Grandi.

O chefe do ACNUR também pediu aos países vizinhos que mantenham as fronteiras abertas para as pessoas que buscam segurança e proteção, respondendo a qualquer situação de deslocamento forçado.

“Estamos prontos para apoiar os esforços de todos para responder a qualquer situação de deslocamento forçado. Continuamos firmemente comprometidos em apoiar todas as populações afetadas na Ucrânia e nos países da região.”, finalizou Grandi.

*Todos os artigos publicados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não expressam a linha editorial do portal e de seus editores.

Compartilhe com seus amigos



centralrbn

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar